Conteúdo publicado há 2 meses

Nikolas Ferreira é condenado em 2º grau por transfobia contra Duda Salabert

O deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG) foi condenado em segunda instância por transfobia contra Duda Salabert (PDT-MG), colega dele na Câmara.

O que aconteceu

Indenização determinada pelo juiz foi de R$ 30 mil. O valor é menor do que tinha definido a Justiça de primeira instância, de R$ 80 mil, como reparo por danos morais.

"Estou aguardando o Pix na minha conta", disse Salabert. "Se não aprendeu em casa, na escola ou na igreja, aprenderá na Justiça a respeitar as travestis", escreveu a parlamentar nas redes sociais. Procurada pelo UOL, ela também afirmou que o endosso à condenação em primeira instância é um "marco histórico".

"É uma decisão que ratifica o que já é pacificado no STF, de que transfobia é crime no Brasil. Nesse sentido, a Justiça brasileira deixa claro que não serão tolerados episódios de desrespeito às identidades de pessoas travestis e transexuais", afirmou a deputada federal.

O UOL também entrou em contato com Nikolas Ferreira. Em caso de manifestação, esse texto será atualizado.

Nikolas chamou Salabert de 'ele'

"Eu ainda irei chamá-la de 'ele'. Ele é homem. É isso o que está na certidão dele, independentemente do que ele acha que é", afirmou o deputado em entrevista no fim de 2020. À época, ele e Salabert ainda eram vereadores em Belo Horizonte.

No processo, consta que o parlamentar "repercutiu a matéria em suas redes sociais Twitter e Instagram, insistindo na ofensa e utilizando tom jocoso em suas publicações".

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes