Conteúdo publicado há 2 meses

Acusado de agredir ex, filho de Lula homenageia mãe: 'Sabia do meu caráter'

Acusado de violência doméstica contra a ex-namorada, Luis Claudio Lula da Silva, filho do presidente Lula, homenageou hoje a mãe, a ex-primeira-dama Marisa Letícia, e disse que ela sabia de seu caráter. Marisa morreu em 2017 em decorrência de um AVC e completaria 74 anos hoje.

O que aconteceu

"Sei que ela está lá de cima olhando por mim e me protegendo! Sinto a mão dela na minha cabeça todos os dias me apoiando!", escreveu Luis Claudio, sem citar as acusações, que tem negado. "Ela sabe do caráter do filho dela! Da força que a educação que ela nos deu! E com ela aprendi a seguir em frente! A não temer o futuro!", completou.

O filho mais novo do presidente disse ainda sentir "pena" de quem quer o mal e usa "mentira" contra a família. "Aqui é resiliência, determinação e honestidade acima de tudo! Te amo mãe", finaliza.

Entenda o caso

A médica Natália Schincariol acusa Luis Claudio de violência doméstica, conforme o boletim de ocorrência registrado na última terça-feira (2). Eles formaram um casal por dois anos.

Ela relatou ter sido vítima de agressões "de natureza física, verbal, psicológica e moral". A médica citou especificamente "uma cotovelada na barriga" em uma briga em janeiro deste ano, quando estava com o celular dele na mão, checando possíveis traições. A mulher relatou que foi hospitalizada com crises de ansiedade e que recebe ameaças e ofensas constantes dele, que a chamou de "doente mental", "feia" e "vagabunda".

Natália disse que teria sido pressionada a não denunciar as agressões, já que o então companheiro teria "influência". O Tribunal de Justiça de São Paulo concedeu a ela uma medida protetiva.

Ao UOL, Luis Claudio disse que jamais agrediu a médica e que irá provar sua inocência. Segundo ele, as traições mencionadas pela ex são fantasiosas. "Jamais agrediria ela. Desde o término do relacionamento, em janeiro deste ano, sempre fui muito atencioso com ela. Nunca chamei ela destes nomes todos que ela diz. Vou provar minha inocência".

Continua após a publicidade

Lula não se manifestou sobre o assunto, apesar de a violência contra a mulher ser um tema caro ao seu governo. Luis Claudio disse acreditar que o governo não deve se pronunciar sobre sua vida particular. "Meu pai também não precisa me defender, tenho 40 anos e sei me defender bem na justiça. Jamais ergueria a mão pra uma mulher ou faria qualquer tipo de agressão."

Deixe seu comentário

Só para assinantes