Conteúdo publicado há 1 mês
OpiniãoPolítica

Josias: Depoimento de jornalista dos EUA sujeita Senado ao ridículo

Ao convidar o jornalista norte-americano Michael Shellenberger, que acusa Alexandre de Moraes de uma suposta interferência no X (antigo Twitter), o Senado brasileiro se sujeita a fazer papel de ridículo, afirmou o colunista Josias de Souza no UOL News desta quinta (11).

Esse depoimento do Michael Shellenberger sujeita o Senado ao ridículo. Essa divulgação promovida por esse jornalista, o 'Twitter Files', está escorada em uma mentira.

Se você chama e dá crédito a uma pessoa a partir de informações que ela divulgou e levou às redes sociais e que são escoradas em uma mentira, corre-se o risco de passar por ridículo. É o que acontece com o Senado. Josias de Souza, colunista do UOL

Josias destacou que as acusações feitas por Shellenberger foram usadas por bolsonaristas como combustível para intensificar as críticas a Moraes, mesmo sem checar a veracidade das informações divulgadas pelo jornalista.

Ele diz, basicamente, que Moraes ameaçou processar criminalmente o advogado do Twitter no Brasil. Isso é mentira, simples assim. Quem travou um embate com esse advogado foi o Ministério Público de São Paulo. Pode-se dizer muita coisa de Moraes, mas nesse caso a informação é mentirosa.

Ele jogou gasolina no bolsonarismo, que cavalga essa história do 'Twitter Files'. O próprio Eduardo Bolsonaro menciona isso à farta nas redes sociais como se estivesse lidando com algo palpável, concreto. E não é; é vento, baseado em mentira. O Senado corre o risco de fazer papel de ridículo e já o está fazendo. Josias de Souza, colunista do UOL

Jornalista recua e diz não ter provas

Shellenberger disse que não tem provas do suposto processo criminal. "Isso está incorreto", escreveu em post no X nesta quinta-feira (11).

Na verdade, o processo se referia uma ação do Ministério Público de São Paulo. Segundo um documento publicado pela advogada Estela Aranha, ex-secretária do Ministério da Justiça, para rebater o jornalista, a ação pedia acesso a dados cadastrais para prender uma liderança do PCC.

Continua após a publicidade

Porém, Michael Shellenberger diz que os arquivos do chamado "Twitter Files Brasil", como ficou conhecido os textos publicados por ele, são precisos. "No texto acima eu inadvertidamente misturei a exigência de Moraes de desmascarar as identidades das pessoas que usaram essas hashtags com casos diferentes. Lamento o erro e peço desculpas pelo meu erro".

O que aconteceu

Jornalista americano que divulgou Twitter Files Brazil foi convidado a comissão do Senado. O convite partiu do senador bolsonarista Magno Malta (PL-ES). Michael Shellenberger participa hoje de audiência na Comissão de Comunicação e Direito Digital no Senado.

Shellenberger divulgou um documento chamado "Twitter Files Brazil". Nele, estão reunidas trocas de mensagens de funcionários do X no Brasil que apontariam uma suposta interferência de Moraes na empresa. As acusações serviram como pano de fundo no embate entre o empresário Elon Musk e o ministro do STF.

Sakamoto: Jornalista dos EUA faz circo voltado ao ataque de instituições

Continua após a publicidade

As insinuações de que Alexandre de Moraes quis interferir no X (antigo Twitter) fazem parte de um circo montado pelo jornalista norte-americano Michael Shellenberger para atacar as instituições brasileiras, afirmou Leonardo Sakamoto.

O que esse ativista divulgou acaba sendo útil simplesmente para atacar o governo. Mas se você cavar um pouco, não encontrará nada com um pouco mais de substância. A divulgação desses documentos serviu tanto como um ataque de Elon Musk contra o TSE quanto para a extrema-direita usar esse jornalista para um ataque no Congresso. O que vemos é um circo voltado ao ataque das instituições políticas nacionais usando informações que não se mostraram fortes. Leonardo Sakamoto, colunista do UOL

O UOL News vai ao ar de segunda a sexta-feira em duas edições: às 10h com apresentação de Fabíola Cidral e às 17h com Diego Sarza. O programa é sempre ao vivo.

Quando: De segunda a sexta, às 10h e 17h.

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Deixe seu comentário

Só para assinantes