PUBLICIDADE
Topo

Funcionário público chinês é punido após filho burlar cerco ao covid-19

25.jan.2020 - Estrada bloqueada na província de Hubei, na China, por conta da prevenção ao covid-19, que surgiu nessa região do país - Hector Retamal/AFP
25.jan.2020 - Estrada bloqueada na província de Hubei, na China, por conta da prevenção ao covid-19, que surgiu nessa região do país Imagem: Hector Retamal/AFP

15/02/2020 11h34

Um funcionário público chinês, He Yanfang, foi suspenso após seu filho se gabar online sobre como conseguiu, usando seus contatos, burlar as severas restrições de viagens na província de Hubei. Foco da epidemia do covid-19, milhões de pessoas dessa região na China foram isoladas em suas cidades por conta do risco de expansão do novo coronavírus, e as estradas foram fechadas.

Segundo o site South China Morning Post, o jovem He Hao revelou que seu pai, diretor de mercado do departamento de comércio de Jingzhou, arranjou um carro que pudesse transporta-lo por áreas onde a circulação de pessoas em veículos está proibida.

O garoto postou um vídeo na rede social Weibo mostrando o carro onde estava passando por uma praça de pedágio em Tianmen, com uma placa informando "restrição de transporte".

"Nunca pensei que meu pai tivesse tanto poder. Ele tem sido funcionário público toda a sua vida e nunca tirei proveito disso, até essa crise", disse o jovem na internet.

"Quando toda a província fechou as estradas, ele usou suas conexões para enviar um carro que me pegou em Tianmen e voltou para Jingzhou".

Seu post causou alvoroço, com pessoas questionando o status político de seu pai e pedindo uma investigação anticorrupção.

He Hao escreveu que ficou em quarentena em Tianman por 22 dias e que seu pai pediu a um amigo na cidade, que tinha permissão para transportar suprimentos de primeira necessidade, para dar uma carona ao garoto de volta a Jingzhou.

As atuais restrições em vigor em Hubei proíbem o transporte de pessoas, de gado e de animais selvagens.

He Hao pediu desculpas e prometeu "seguir rigorosamente as leis e os regulamentos e prestar muita atenção ao meu discurso e comportamento no futuro".

Todas as suas postagens no Weibo foram apagadas e ele mudou seu nome de usuário na rede social, mas capturas de imagens de seu vídeo continuam online.

Coronavírus liga alerta pelo mundo

Saúde