PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

SP começa a montar hospitais de campanha para enfrentar covid-19

São Paulo está vazia no esforço de enfrentamento do covid-19 - Andre Porto/UOL
São Paulo está vazia no esforço de enfrentamento do covid-19 Imagem: Andre Porto/UOL

Felipe Pereira

Do UOL, em São Paulo

21/03/2020 15h29

Os materiais para montagem do hospital de campanha que será instalado no estádio do Pacaembu começaram a chegar neste sábado e a previsão é que a estrutura com 200 leitos esteja concluída até sexta-feira da próxima semana. A montagem do hospital de campanha do Anhembi, com 1.800 leitos, deve começar na segunda-feira e a previsão é terminar o trabalho no máximo até o domingo da próxima semana, afirmou Edson Aparecido, secretário municipal de Saúde de São Paulo.

"Acreditamos que em pouco menos de 15 dias teremos leitos que são fundamentais para aliviar a pressão nos hospitais públicos que ficarão destinados para os casos agravados, casos de UTI. Nestes hospitais de campanha, teremos área de farmácia e alimentação".

Aparecido explicou que o planejamento é levar para os hospitais de campanha pessoas que são atendidas nas unidades básicas de saúde, principalmente as UPAs.
"É um leito de baixa complexidade para casos que você precisa estabilizar o paciente para que ele possa ser tratado, recuperado e volte para casa", ressaltou.

Desta maneira, os 18 hospitais da rede municipal podem ganhar 490 leitos a serem oferecidos a pacientes em estado grave de covid-19. A prefeitura de São Paulo trabalha na instalação de um terceiro hospital de campanha na cidade.

O cotidiano da saúde na capital paulista também será alterado com o adiamento de procedimentos que não são complexos. Aparecido disse que a medida é para evitar aglomeração de pessoas e exposição de cidadãos ao contágio do coronavírus. Procedimentos básicos como tratar cáries dentárias ou cirurgias de varizes também serão remarcados.

Coronavírus