PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Brasil registra 385 novas mortes por covid-19 e total passa de 142 mil

No mundo, em número de mortes pelo coronavírus, o Brasil só perde para os Estados Unidos (204.967) - Paulo Lopes/BW Press/Estadão Conteúdo
No mundo, em número de mortes pelo coronavírus, o Brasil só perde para os Estados Unidos (204.967) Imagem: Paulo Lopes/BW Press/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

28/09/2020 19h11Atualizada em 28/09/2020 20h59

As mortes causadas pelo novo coronavírus chegaram hoje a 142.161 no Brasil, com 385 novos óbitos confirmados nas últimas 24 horas. Os números são do levantamento feito pelo consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte.

Também foram registrados 16.412 novos casos entre ontem e hoje, totalizando 4.748.327 infectados desde o início da pandemia.

No mundo, apenas Estados Unidos e Índia têm mais infectados que o Brasil — 7,1 milhões e 6 milhões, respectivamente, de acordo com balanço da Universidade Johns Hopkins. Quanto ao número de óbitos, o país só perde para os norte-americanos (204.967).

A média móvel de mortes, calculada com base nos números de mortos dos últimos sete dias, é de 687, o que representa estabilidade em relação à variação de 14 dias atrás.

Catorze estados e o Distrito Federal tiveram queda na média móvel de morte e outros três registraram alta.

Três regiões tiveram queda na variação de duas semanas: Centro-Oeste (-25%), Norte (-19%) e Sul (-28%). As demais mantiveram estabilidade: Nordeste (-6%) e Sul (-11%).

Números da Saúde

Pelo Ministério da Saúde, o Brasil confirmou 317 novas mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas, com o total de óbitos chegando a 142.058 no país.

É o menor balanço diário de mortes desde 7 de setembro, quando o país registrou 310 novas mortes. Se desconsiderado o feriado, dia em que os estados tendem a pecar na divulgação dos dados, os números de hoje são os menores desde 4 de maio (277).

Já o total de casos foi a 4.745.464, com 13.155 novos diagnósticos confirmados de ontem para hoje.

Até o momento, 4.084.182 pessoas se recuperaram da covid-19. O Brasil ainda tem 519.224 pacientes em acompanhamento.

SP tem queda nas mortes, casos e internações

João Doria - Antônio Molina/Zimer Press/Estadão Conteúdo - Antônio Molina/Zimer Press/Estadão Conteúdo
Imagem: Antônio Molina/Zimer Press/Estadão Conteúdo

Após uma semana de alta, o estado de São Paulo voltou a apresentar, na semana passada, queda no número de óbitos e de novos casos de covid-19, além de manter a diminuição do número de novas internações, o que já vinha acontecendo há dez semanas.

Na semana passada, a 39ª semana epidemiológica da doença, que compreende o período entre os dias 20 e 26 de setembro, SP registrou 1.136 mortes pelo coronavírus, o que dá uma média móvel de 162 mortes por dia, próximo ao que o estado registrava em meados de maio.

Segundo o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), esse é um indicador importante porque demonstra a tendência da pandemia. "Isso é sinal de que a doença está regredindo, de maneira sólida, no estado de São Paulo", afirmou ele durante coletiva concedida hoje no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

Veículos se unem pela informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes recentes de autoridades e do próprio presidente colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

*Com Agência Brasil

Coronavírus