PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Fortaleza fechará atividades não essenciais a partir de amanhã

Fachada do Hospital São José, em Fortaleza; atualmente Ceará tem 933 leitos de UTI exclusivos para covid-19 - Hospital São José/Divulgação
Fachada do Hospital São José, em Fortaleza; atualmente Ceará tem 933 leitos de UTI exclusivos para covid-19 Imagem: Hospital São José/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

04/03/2021 11h25

O prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), e o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciaram novas medidas de restrição para a capital cearense, com o fechamento de atividades não essenciais. As novas regras para aumentar o isolamento social serão divulgadas no Diário Oficial do Estado e entrarão em vigor a partir de amanhã (05).

Apenas serviços essenciais funcionarão na cidade até o dia 18 de março em uma tentativa de controlar a disseminação do novo coronavírus. Haverá ainda recomendação de isolamento social rígido para outras cidades do Ceará em situação epidemiológica em nível grave.

"Diante da gravidade da pandemia, que chega a um dos momentos mais críticos, precisamos proteger a vida dos cearenses. E por isso anunciamos um novo Decreto de Isolamento Social Rígido em Fortaleza, a partir da próxima sexta-feira, com funcionamento apenas de atividades econômicas consideradas essenciais", disse Camilo Santana.

Segundo o governador, o crescimento de casos tem ocorrido numa velocidade acima do processo de abertura de novos leitos.

"A nova variante é mais forte, mais contagiosa e mais agressiva. Ela se propaga mais rapidamente e o cenário é muito preocupante, gravíssimo. Sabemos que não é uma decisão fácil e que afeta a economia de todo o Estado, mas, neste momento, a única solução que temos, até vacinar a população, é fazer o isolamento social rígido", justificou.

Atualmente o Ceará tem 2.326 leitos de enfermaria exclusivos para covid-19, enquanto leitos de UTI adulto totalizam 933 — além de 10 exclusivos para uso pediátrico.

Coronavírus