PUBLICIDADE
Topo

Itália anuncia quarta morte provocada pela covid-19

23.fev.2020 - Mulheres usam máscara no centro de Milão, na Itália - Andreas Solaro/AFP
23.fev.2020 - Mulheres usam máscara no centro de Milão, na Itália Imagem: Andreas Solaro/AFP

24/02/2020 07h30

Roma, 24 Fev 2020 (AFP) - Um homem de 84 anos faleceu na Lombardia e se tornou a quarta vítima fatal da covid-19, doença causada pelo novo coronavírus na Itália, anunciou nesta segunda-feira uma autoridade regional da área da saúde. Na China, autoridades de saúde anunciaram nesta segunda-feira mais 150 mortes.

O idoso da Itália, que faleceu em um hospital durante a noite, é a terceira vítima da região da Lombardia, norte do país, onde o número de casos do novo coronavírus disparou no fim de semana. A outra morte aconteceu na região de Veneto.

A Itália registra 165 casos de contágio, informou o presidente da Lombardia, Attilo Fontana. Ele disse que a quarta vítima "já sofria de outras patologias".

Desde a primeira morte de um italiano, na sexta-feira, a Itália adotou várias medidas de precaução no norte do país, onde foram decretadas duas semanas de quarentena em 11 cidades.

China registra mais 150 mortes

Autoridades de saúde da China anunciaram nesta segunda-feira mais 150 mortes provocadas pelo nova covid-19, o que eleva a 2.592 o total de vítimas fatais pela epidemia em território chinês.

No balanço mais recente, a Comissão Nacional de Saúde informa que 149 das 150 mortes aconteceram na província de Hubei. Também confirmou 409 novos casos de contágio, quase todos na mesma província.

Ao mesmo tempo, diversas províncias anunciaram que não foram registrados novos casos de contágio durante vários dias seguidos, enquanto a situação continua piorando dentro de Hubei e fora da China.

Nesta segunda-feira foi registrada apenas uma morte fora de Hubei, na província de Hainan, um médico de 55 anos, de acordo com a agência estatal Xinhua. O coronavírus afeta mais de 25 países e é motivo de alarme crescente por novos focos na Europa, Oriente Médio e Ásia.

Irã tem 12 mortes pela covid-19

O balanço de mortos pela covid-19 no Irã subiu para 12, após o falecimento de mais quatro pessoas, anunciou nesta segunda-feira a agência de notícias ISNA.

"O ministro da Saúde anunciou a morte de 12 pessoas e 47 casos de contágio no país", informou a agência, que citou declarações do deputado Assadollah Abbasi, porta-voz do Parlamento, após uma reunião dedicada ao coronavírus.

Abbassi afirmou que, "segundo o relatório do ministro da Saúde, as causas do contágio do coronavírus no Irã são as pessoas que entraram ilegalmente no país a partir do Paquistão, Afeganistão e China", indicou a agência ISNA.

No domingo, o ministro da Saúde, Said Namaki, declarou que uma das vítimas fatais em Qom, cidade no centro do país, era um "comerciante que fez diversas viagens à China".

Em janeiro, Namaki sugeriu que o governo ordenasse a suspensão de todos os voos comerciais entre Irã e China.

Namaki declarou no domingo que agora os voos diretos entre os dois países estão suspensos, mas que o comerciante de Qom fez uma viagem com escala em outro país.

O Irã é o país com a maior quantidade de mortos pelo novo coronavírus fora da China.

Coronavírus liga alerta pelo mundo