PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Covid: Coreia do Norte diz que controlou surto e 'intensifica' tratamento

Pessoas com máscara passam por placa que marca o 90º aniversário de fundação do Exército Revolucionário do Povo Coreano, na Coreia do Norte - Kim Won Jin/AFP
Pessoas com máscara passam por placa que marca o 90º aniversário de fundação do Exército Revolucionário do Povo Coreano, na Coreia do Norte Imagem: Kim Won Jin/AFP

AFP, Seul

27/05/2022 09h27

A Coreia do Norte afirma que o surto de covid-19 está sob controle, enquanto os veículos de comunicação estatais informam de uma queda do número de casos hoje, pelo sétimo dia consecutivo e os trabalhadores sanitários "intensificam" testes de detecção e tratamentos.

No entanto, especialistas questionam os números oficiais, já que o país isolado tem um dos piores sistemas de saúde do mundo e provavelmente não possui medicamentos para tratar o coronavírus ou capacidade de realizar testes em massa.

A Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA) disse que um "progresso" foi feito no diagnóstico e tratamento de pacientes graças aos "esforços altruístas" dos trabalhadores médicos.

A Coreia do Norte anunciou seus primeiros casos de covid em 12 de maio e ativou um sistema máximo de prevenção de epidemias de emergência. O líder do governo, Kim Jong Un, culpou as autoridades pela lenta reação ao surto e mobilizou os militares para trabalhar nas farmácias de Pyongyang.

A mídia estatal disse no fim de semana passado que a epidemia está sob controle e a KCNA reiterou a mensagem na terça-feira.

"As taxas de mortalidade em todo o país caíram drasticamente", detalhou a agência de notícias.

Na sexta-feira, relatou pouco mais de 100.000 novos casos de "febre", abaixo dos 390.000 diários registrados no início deste mês. A KCNA também relatou uma morte adicional na sexta-feira, elevando o total para 69, afirmando que a taxa de casos fatais permanece em 0,002%.

A Coreia do Norte não vacinou nenhuma de suas estimadas 25 milhões de pessoas, tendo recusado as vacinas oferecidas pela Organização Mundial da Saúde.

Internacional