PUBLICIDADE
Topo

Segurança pública

Governo autoriza Forças Armadas por "lei e ordem" em RO após ida de Marcola

Luci Ribeiro

Brasília

27/02/2019 09h19

O governo federal autorizou o emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no estado de Rondônia "para a proteção do perímetro de segurança da penitenciária federal em Porto Velho". A decisão consta de decreto presidencial publicado no Diário Oficial da União (DOU) de hoje.

A atuação das tropas ocorrerá no período de 28 de fevereiro a 29 de março e se dará "em um raio de dez quilômetros, considerado a partir do muro externo da unidade prisional".

De acordo com o ato, o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, definirá a alocação dos meios disponíveis para o emprego das equipes, que será realizado em articulação com as forças de segurança pública competentes e com o apoio de agentes penitenciários do Departamento Penitenciário Nacional do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

O presídio em Porto Velho foi o local escolhido para abrigar Marcos Willian Camacho, o Marcola, e outros líderes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) há duas semanas.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que foi informado anteriormente, o ministro da Defesa é o general Fernando Azevedo e Silva, e não Sergio Moro. A informação foi corrigida.

Segurança pública