Conteúdo publicado há 4 meses

Após acordo, reféns do Hamas devem começar a ser soltos na sexta-feira

Os reféns que o Hamas deverá libertar pelo acordo atingido com Israel só devem começar a ser soltos na sexta-feira (24).

A informação foi dada pelo gabinete do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, nesta quarta-feira (22).

Mais cedo, porém, a Casa Branca disse esperar que 50 reféns fossem libertados até a quinta (23).

Segundo Netanyahu, o acordo prevê que a Cruz Vermelha possa visitar os reféns do Hamas e fornecer medicamentos.

"A guerra continuará até a destruição do Hamas, garantindo a segurança de nossos cidadãos tanto no sul quanto no norte", garantiu o premiê após o acordo.

Segundo ele, que agradeceu a Joe Biden por sua ajuda decisiva, o entendimento é resultado tanto da pressão militar "incessante" sobre o Hamas quanto da diplomática, que "levaram às condições para o acordo".

"Foi uma negociação difícil, mas nem sempre, como fizemos no passado, é possível liberar reféns apenas com operações militares", afirmou.

Deixe seu comentário

Só para assinantes