PUBLICIDADE
Topo

Operação de resgate acredita que avião da AirAsia caiu no mar, diz jornal

Mapa do site fligtradar24.com mostra o local do último contato (linha azul) que o avião fez - flightradar24.com/Reprodução
Mapa do site fligtradar24.com mostra o local do último contato (linha azul) que o avião fez Imagem: flightradar24.com/Reprodução

Em Bancoc

28/12/2014 07h55Atualizada em 28/12/2014 11h06

O avião da AirAsia que desapareceu neste domingo (28) em território da Indonésia com 162 pessoas a bordo provavelmente caiu no mar próximo à ilha de Belitung, entre Sumatra e Bornéu, afirmaram fontes da Agência Nacional de Busca e Resgate da Indonésia. Pouco antes de sumir, o piloto solicitou à torre de controle uma mudança de rumo devido ao mau tempo.

Um funcionário da agência disse ao jornal indonésio "Jakarta Post" que acreditam que o Airbus 320-200 caiu no mar a 03.22.46 latitude sul e 108.50.07 longitude leste. Esse ponto está entre 148 e 185 quilômetros da ilha de Balitung.

Embora circulem na imprensa indonésia informações de que pelo menos um objeto que poderia ser um destroço da aeronave tenha sido localizado, as autoridades do país não confirmaram nem desmentiram a informação.

O avião da companhia aérea de baixo custo malaia AirAsia, voo QZ-8501, decolou de Surabaia, em Java, às 5h20 (hora local) e deveria chegar em Cingapura às 8h30 (local, 22h30 em Brasília).

Um porta-voz do Ministério de Transporte da Indonésia indicou que o piloto do avião, que voava a cerca de 32 mil pés de altura (9,76 quilômetros), pediu permissão para subir até os 38 mil (11,59 quilômetros) às 6h12.

A aeronave transportava 155 passageiros, incluindo 16 crianças e um bebê, e uma tripulação de dois pilotos, um mecânico e quatro comissários de bordo.

A AirAsia informou que os passageiros eram 156 indonésios, três coreanos, um francês, um malaio e um cingapuriano.

Um Boeing da Força Aérea da Indonésia, três helicópteros e seis navios participam das operações de rastreamento, e Cingapura ajuda com outro avião, um C130.

Contudo, o mau tempo tem dificultado as operações de busca, realizadas em uma área de quase 200 quilômetros quadrados. A visibilidade no local, segundo a Marinha, varia entre dois e 5 quilômetros.

Piloto relatou mau tempo

O Ministério de Transporte da Indonésia e a AirAsia confirmaram que o piloto do avião solicitou à torre de controle uma mudança de rumo devido ao mau tempo.

Um porta-voz do ministério disse que o piloto do Airbus, que voava cerca de 32 mil pés de altura (9,76 quilômetros), pediu permissão para subir até os 38 mil (11,59 quilômetros), segundo o diário local "Jakarta Globe".

O porta-voz disse que esta solicitação aconteceu às 6h12 hora local, menos de uma hora depois de decolar.

Avião desaparecido em março

Um avião da companhia aérea Malaysia Airlines com 239 pessoas a bordo que viajava de Kuala Lumpur para Pequim desapareceu em 8 de março de 2014 e não se voltou a saber dele.

Os investigadores acreditam que o voo MH370 foi desviado de seu rumo e acabou caindo por falta de combustível em um lugar remoto do sul do oceano Índico.

Notícias