Presidente Erdogan faz apelo para que turcos resistam a golpe militar

Em Ancara

  • Kenan Gurbuz/Reuters

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, fez um apelo aos cidadãos do país para que resistam contra a tentativa de golpe militar desta sexta-feira, cometido, segundo ele, por um pequeno grupo de militares.

"Peço a nosso povo, a todo mundo, que encha as praças do país para dar (ao exército) a resposta necessária", declarou Erdogan, por telefone, à rede de televisão "CNNTürk".

"Este golpe de Estado nunca terá sucesso. Cedo ou tarde será eliminado. Vou voltar a Ancara", acrescentou o presidente, que está de férias fora da capital turca.

De acordo com Erdogan, o incidente desta sexta-feira é, "infelizmente, uma tentativa de golpe de Estado perpetrada por um pequeno grupo dentro do exército feita por uma estrutura paralela dentro do Estado", disse o presidente.

"(Os responsáveis) vão receber a resposta da nação e pagarão um alto preço por agirem contra a nação. Não vamos ceder. Em breve vamos encerrar isto. Sou o comandante em chefe, sem mim o exército não pode fazer nada. Ouvi dizer que o chefe do Estado-Maior está detido, mas não sei até onde é verdade", disse o líder turco.

Por volta da meia-noite, milhares de pessoas estavam nas ruas de Ancara e Istambul.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos