Iraque precisa de US$1,56 bilhão para resposta humanitária contra Estado Islâmico

O Iraque precisa de 1,56 bilhão de dólares este ano para financiar sua resposta à crise humanitária causada pela guerra contra o Estado islâmico, de acordo com um relatório do governo divulgado neste domingo.

Bagdá, precisando de dinheiro em meio a uma queda nos preços do petróleo e despesas militares mais elevadas associado com a luta contra o grupo jihadista sunita, conseguirá financiar menos de 43 por cento dessas necessidades de seu orçamento, disse o relatório.

"A comunidade internacional é necessária para cobrir esse déficit ou buraco no financiamento", acrescentou.

O conflito desalojou mais de 3,3 milhões de pessoas desde 2014. O governo iraquiano alocou em torno de 850 milhões de dólares no ano passado para os esforços para abrigar tais famílias e ajudá-las a voltar para áreas retomadas, mas acabou financiando menos de 60 por cento disso, segundo o relatório.

O Estado Islâmico apreendeu cerca de um terço do território do Iraque no norte e oeste em 2014, mas lentamente foi expulso por forças iraquianas, milícias xiitas apoiados pelo Irã e combatentes curdos Peshmerga - apoiados por ataques aéreos da coalizão liderada pelos EUA.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos