Ataque aéreo a hospital na Síria mata 10, incluindo crianças, diz ONG

  • Ammar Abdullah/Reuters

BEIRUTE (Reuters) - Um ataque aéreo contra um hospital no noroeste da Síria neste sábado matou 10 pessoas, incluindo crianças, informou o Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

O hospital, na cidade de Meles, está a cerca de 15 km da cidade de Idlib, controlada pelos rebeldes.

O governo sírio e aviões militares russos aliados operam na Síria, mas não se sabe quem realizou o ataque, disse o Observatório.

Grupos humanitários pediram repetidamente a suspensão de ataques a instalações médicas. Grupos de oposição sírios dizem que as forças sírias e russos têm como alvo prédios médicos.

A Sociedade Médica Síria-Americana (SAMS, na sigla em inglês) disse que julho foi o pior mês para os ataques a centros de saúde em cinco anos de conflito na Síria.

"Houve 43 ataques a instalações de saúde na Síria em julho --mais do que um ataque a cada dia", disse a entidade, em uma declaração.

O governo sírio também tem acusado rebeldes de atingir alvos médicos na cidade de Aleppo.

(Por Lisa Barrington em Beirute, no Líbano, e Ammar Abdullah em Idlib, Síria)

Caças russos são acusados de bombardear escola na Síria

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos