Carlos Madeiro

Carlos Madeiro

Siga nas redes
Reportagem

Poluição mancha praia de Iracema e veda banho em cartão postal de Fortaleza

O despejo irregular de esgoto na rede pluvial está poluindo a praia dos Crush, deixando-a em condições impróprias para banho nas últimas cinco semanas. Ela é um dos trechos monitorados da praia de Iracema, uma das mais famosas e visitadas de Fortaleza.

A prefeitura afirma que descobriu, por meio de um robô que vai até as galerias, vários pontos de ligações clandestinas que geraram o problema da falta de balneabilidade, às vésperas do início da temporada de férias. Ainda não há previsão de quando ela voltará a ter condições para banho.

A gente está trabalhando para que seja restabelecida a condição [de balneabilidade] o mais rápido possível. Há um conjunto de atividades e a Secretaria de Infraestrutura tem feito atuação na área de engenharia tentando mudar alguma dinâmica no curso da drenagem. Estamos correndo contra o tempo, mas não consigo dar um prazo.
Luciana Lobo, secretária de Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza

Praia poluída

Os dados de balneabilidade das praias do Ceará são produzidos toda semana pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente.

A primeira vez recente em que a praia dos Crush apareceu como imprópria foi no boletim das amostras colhidas entre os dias 23 e 29 de outubro. Nesta sexta-feira (24), um novo boletim mostrou que o problema prossegue.

Uma praia é considerada imprópria quando o valor obtido na medição for superior a 400 enterococos (contaminação fecal) por 100 ml da amostra; ou quando for verificada a presença de resíduos sólidos ou animais no entorno da área de banho.

No início do mês, a poluição gerou uma mancha escura gigante, que causou um forte cheiro de esgoto. Isso afastou banhistas e reduziu as vendas de comerciantes no local. O que chamou a atenção é que não houve chuvas anteriores que justificassem a chegada de tantos resíduos.

Continua após a publicidade

A poluição gerou preocupação no setor de Turismo. O bairro de Iracema reúne um grande número de hotéis e restaurantes e, por isso, é sempre visitado por pessoas em todas as épocas.

Lá estão pontos muito frequentados por turistas, como o espigão da João Cordeiro, Centro Dragão do Mar e a Ponte dos Ingleses.

A praia do Crush é uma das mais visitadas e um ponto conhecido para passeios de casais e de paquera entre jovens fortalezenses (por isso ela ganhou esse nome nos últimos anos).

Prefeitura flagra ligações irregulares

No início do mês, a Seuma (Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza) divulgou um relatório de inspeções feitas por robôs, que fizeram vídeos e fotos da rede de drenagem de águas pluviais ligadas à praia de Iracema. Foram identificados 22 pontos de despejo de esgoto da Cagece (Companhia de Água e Esgoto do Ceará).

Continua após a publicidade

O UOL teve acesso ao relatório, que apontou flagrantes como pontos de vazamentos, bloqueios e conexões equivocadas na rede de drenagem.

Além deles, a prefeitura também identificou, pelo mesmo uso de robôs, vários imóveis que fazem ligações de esgoto indevidas.

Não é um problema causado apenas pela área do entorno: tem locais a 2, 2,5 km de distância que utilizam a mesma rede de drenagem. Nosso trabalho pegou toda bacia, com suas áreas de influência. Agora estamos trabalhando também na conscientização da população para que essas ligações não ocorram mais.
Luciana Lobo, secretária

Segundo ela, são ligações de imóveis residenciais, comerciais e da própria rede de esgotos da Cagece. "Todos esses entes estão sendo notificados e a Cagece já está fazendo o tamponamento dos locais indicados pela inspeção", diz.

Procurada pelo UOL, a Cagece não quis falar sobre o tema.

Flagra de lançamento de esgoto irregular na rede pluvial na região de Iracema
Flagra de lançamento de esgoto irregular na rede pluvial na região de Iracema Imagem: Reprodução
Continua após a publicidade

Proprietários notificados

Na última quarta-feira (22), proprietários de imóveis que foram flagrados em áreas com ligação irregular ou clandestina foram notificados e terão um prazo de 10 dias para realizar as correções.

O processo está sendo feito pela Agefis (Agência de Fiscalização de Fortaleza), que enviou o alerta a proprietários de imóveis de cinco ruas apontadas como problemáticas.

Caso eles não resolvam, a Agefis afirma que "a prefeitura tomará as medidas necessárias para corrigir as conexões erradas e aplicará penalidades", conforme prevê o Código da Cidade —que obriga a ligação de todas as construções habitáveis à rede pública de água e esgoto.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes