Carlos Madeiro

Carlos Madeiro

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
Reportagem

'Maré vermelha': mais de 500 pessoas são intoxicadas em praias de PE e AL

Unidades de saúde de Alagoas e Pernambuco atenderam, esta semana, 538 pessoas que se intoxicaram após tomar banho de mar em águas supostamente contaminada com o fenômeno da maré vermelha.

Em Pernambuco, a cidade afetada foi Tamandaré, litoral sul do estado, onde fica a famosa praia dos Carneiros.

Entre 26 e 30 de janeiro, 278 pacientes foram atendidos no Hospital Municipal com casos suspeitos. Desses, cerca de 200 eram pescadores.

Os casos levaram a Secretaria Estadual de Saúde a fazer uma visita técnica ontem para identificar e mapear os possíveis casos de intoxicação relacionada ao fenômeno.

Em nota, a Secretaria de Saúde informou que "não há, neste momento, orientação para evitar a ida ao mar ou praia, bem como para evitar o consumo de moluscos (mariscos, ostras e sururu)."

A população deve estar atenta ao odor e à coloração da água do mar, que podem sinalizar possíveis novos episódios. Nessa situação, deve-se evitar a proximidade com os locais afetados.
Secretaria de Saúde de Pernambuco

Praia dos Carneiros, em Tamandaré (PE)
Praia dos Carneiros, em Tamandaré (PE) Imagem: Roberta Guimarães/UOL

Em Alagoas, foram contaminadas as praias do Carro Quebrado e da ilha da croa, em Barra de Santo Antônio, litoral norte de Alagoas.

No local, 260 pessoas foram atendidas entre quarta-feira e ontem. Dessas, 245 receberam atendimento na própria cidade e 15 foram para uma cidade vizinha, Paripueira.

Continua após a publicidade

A Prefeitura de Barra de Santo Antônio solicitou ajuda da Ufal (Universidade Federal de Alagoas), que hoje coletou água para fazer testes. O IMA (Instituto do Meio Ambiente) de Alagoas também coletou amostras para avaliar a qualidade da água.

Tanto em Pernambuco quanto em Alagoas, os pacientes apresentaram os seguintes sintomas:

  • Dor abdominal, de cabeça e no corpo
  • Mal-estar
  • Náusea
  • Vômitos
  • Irritação nos olhos, na garganta e na pele
Outros possíveis sintomas do contato com águas contaminadas são, de acordo com o IMA:
  • Diarreia
  • Falta de ar
  • Olhos secos
Praia de Carro Quebrado, em Barra de Santo Antônio (AL)
Praia de Carro Quebrado, em Barra de Santo Antônio (AL) Imagem: Carlos Madeiro
Continua após a publicidade

O que é a 'maré vermelha'

Segundo o IMA, a "maré vermelha" é um fenômeno provocado pelo crescimento excessivo de algas, que podem liberar ou não toxinas.

O crescimento excessivo de algas é causado pelo aumento da temperatura e da salinidade e pelo excesso de nutrientes, além de outros fatores. Uma carga orgânica elevada contida em efluente doméstico também pode contribuir com o tempo de permanência dessas marés na região, que pode ir de 12h a 48h.
IMA

Fiscais do IMA na praia de Carro Quebrado (AL)
Fiscais do IMA na praia de Carro Quebrado (AL) Imagem: IMA/Divulgação

O professor Cláudio Sampaio, da Ufal (Universidade Federal de Alagoas), explica que o fenômeno normalmente está associado a fatores combinados como poluição doméstica, esgoto, águas quentes e ventos, que concentram as microalgas.

Microorganismos em grande quantidade podem causar a morte de animais marinhos. Quando eles morrem, produzem gases e outras substâncias que irritam olhos, pele e mucosas das pessoas que tiveram contato com a água.
Cláudio Sampaio

Continua após a publicidade

Segundo ele, o registro de "marés vermelhas" é antigo e bem conhecido pela ciência.

Há registros desse fenômeno na Bíblia. As águas do rio Nilo se transformaram em sangue, e muitos animais morreram. Mas nem sempre o fenômeno é tão colorido. Às vezes, ele é discreto.
Cláudio Sampaio

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes