PUBLICIDADE
Topo

Chico Alves

Adiamento da eleição somente em Macapá gera questionamentos no AP

Presidente do Senado, Davi Alcolumbre, em Brasília - Reprodução
Presidente do Senado, Davi Alcolumbre, em Brasília Imagem: Reprodução
Chico Alves

Chico Alves é jornalista, por duas vezes ganhou o Prêmio Embratel de Jornalismo e foi menção honrosa no Prêmio Vladimir Herzog. Foi editor-assistente na revista ISTOÉ e editor-chefe do jornal O DIA. É co-autor do livro 'Paraíso Armado', sobre a crise na Segurança Pública no Rio, em parceria com Aziz Filho.

Colunista do UOL

12/11/2020 10h18

A decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de adiar a eleição municipal somente em Macapá por causa do apagão que afeta praticamente todo o Amapá causou estranheza. Como várias outras cidades estão passando pelos mesmos problemas, surgiram no meio politico questionamentos sobre o que levou o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) a pedir adiamento exclusivamente para a capital amapaense.

"Eu nao entendo a lógica do adiamento somente em Macapá, já que o apagão atinge 13 dos 16 municípios do estado", diz o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). "Dois deles estão localizados na área da Grande Macapá, que são Santana e Marzagão , onde há apagão, falta de segurança e coronavirus como na capital".

Desde o início do mês, Randolfe e outros políticos defendem o adiamento das eleições no Amapá por causa do agravamento da pandemia de coronavirus. O candidato Josiel Alcolumbre (DEM), irmão do presidente do Senado Davi Alcolumbre, que lidera as pesquisas, se posicionou contra. Ele tinha, então, 31% das intenções de voto no Ibope.

Depois do apagão, com os protestos da população voltados para o governo federal e seus aliados, Josiel caiu 9% na última pesquisa, e agora está próximo de Patrícia Ferraz, do Podemos, e Dr. Furlan, do Cidadania, que estão com 15%.

Nos últimos dias, o candidato demista e o irmão, Davi Alcolumbre, mudaram de ideia. O presidente do Senado, inclusive, ligou para o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, pedindo o adiamento.

Grupos opositores do senador e de seu irmão questionam se o adiamento somente em Macapá foi causado pela possibilidade crescente de derrota de Josiel. "Depois da pesquisa do Ibope, que mostra o irmão do senador despencando, Davi Alcolumbre magicamente passou a se importar com as pessoas?", questionou no Twitter o candidato Dr. Furlan (Cidadania), que também concorre à Prefeitura de Macapá.

No ofício que o TRE do Amapá enviou ao TSE, foi pedido o adiamento apenas para a votação na capital, sob argumento de que a falta de luz está provocando ações de vandalismo. Para o tribunal regional, nos demais municípios o aparato policial seria suficiente para garantir a segurança.