Conteúdo publicado há 23 dias
Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
Opinião

Análise: Com 20% das emendas, toda criança estudaria em tempo integral

Em entrevista ao Análise da Notícia desta quarta (29), a presidente do Todos Pela Educação, Priscila Cruz, afirmou que, com 20% das emendas parlamentares por ano, todas as crianças conseguiriam ficar em tempo integral nas escolas.

Se a gente investir R$ 10 bilhões por seis anos, todos os anos, a gente coloca 70% de todos os alunos brasileiros em tempo integral. Por que eu falo que isso é universalizado? Porque tem uma parte dos alunos que realmente não quer tempo integral, não pode, e tudo bem. Pernambuco tem um pouquinho mais que 70%. É "Pernambucalizar" deixar o Brasil todo como Pernambuco custa R$ 10 bi por ano por seis anos.

Para colocar 60% de todas as crianças brasileiras em creches também custa mais R$ 10 bi por ano por seis anos. Essa é a conta. Então, a gente precisa desse mínimo. Esse excedente que está sendo gerado, ele é importante.

Priscila destacou que o Brasil precisa investir mais da educação para garantir alimentação, infraestrutura, além de uma formação de qualidade para os professores.

Se a gente já tivesse chegado no patamar de investimento suficiente para garantir que toda criança tenha boa alimentação na escola, uma boa infraestrutura na escola, tempo integral para todo mundo, professores formados não com palestrinhas, mas formados de uma forma correta —e isso custa. Se a gente já tivesse chegado a esse ponto, eu seria a primeira pessoa a dizer o seguinte: 'Olha, tá certo, chegou no limite, agora é só a gestão, é melhorar gestão porque não tem mais nada a ver com financiamento'. Mas não, ainda precisa de mais investimentos na educação brasileira.

Priscila Cruz ressaltou que o Brasil precisa investir mais e melhor na educação para gerar crescimento econômico e uma equidade maior.

Tem gasto ruim e gasto bom. Tem gasto que não gera mais crescimento econômico, tem gasto que não gera mais combate à desigualdade, tem gasto que é ruim, a gente tem um monte no Brasil. Outros gastos, como o que a gente chama de investimento, que é a educação, ele gera crescimento econômico, ele gera uma equidade muito maior.

Tem espaço para investir mais e melhor na educação. Se não tivesse espaço, acho que tudo bem, acho que é uma conversa saudável do Brasil fazer para ter um equilíbrio entre aquilo que a gente consegue arrecadar, ter uma boa balança de gastos e investimentos e arrecadação, tudo bem, acho muito importante. Ninguém quer um país falido, mas educação é dinheiro bom. Priscila Cruz, presidente do Todos Pela Educação.

***

Continua após a publicidade

O Análise da Notícia vai ao ar às terças e quartas, às 13h e às 14h30.

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Veja abaixo o programa na íntegra:

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Deixe seu comentário

Só para assinantes