PUBLICIDADE
Topo

Juliana Dal Piva

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Braga Netto se reúne com general Schons, cotado para o comando do Exército

General Décio Luís Schons deve ser o novo comandante do Exército - Divulgação
General Décio Luís Schons deve ser o novo comandante do Exército Imagem: Divulgação
Juliana Dal Piva

Juliana Dal Piva é formada pela Universidade Federal de Santa Catarina e possui mestrado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC) da Fundação Getulio Vargas. Trabalhou nos jornais O Dia, Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo, O Globo e revista Época. Obteve oito premiações de jornalismo. Entre elas, o Prêmio Líbero Badaró de jornalismo impresso em 2014 e também foi menção honrosa do Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. Em 2019, recebeu ainda o Prêmio Relatoría para la Libertad de Expresión (RELE) da Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA, pelo trabalho "Em 28 anos, clã Bolsonaro nomeou 102 pessoas com laços familiares".

Colunista do UOL

30/03/2021 20h04Atualizada em 30/03/2021 21h41

O general de Exército Décio Luís Schons, atual chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT), foi chamado para uma reunião amanhã com o ministro da Defesa, Walter Braga Netto. Assessores do Palácio do Planalto ouvidos pela coluna dizem que ele deve ser escolhido como o novo comandante do Exército.

Schons é da turma de 1979 da Aman (Academia Militar das Agulhas Negras) e era o general mais antigo da Força na lista de substitutos para o ex-comandante do Exército Edson Leal Pujol.

Até pouco tempos atrás, o nome do general Marco Antônio Freire Gomes, atualmente no Comando Militar do Nordeste, era o mais cotado e a preferência do presidente Jair Bolsonaro. Mas Freire Gomes tinha como problema o fato de ser um dos generais mais "modernos" no Exército e ter outros seis generais mais antigos na Força do que ele. Uma nomeação dele para o comando do Exército representaria uma quebra da hierarquia, que é uma base importante para todos os militares, como também é a disciplina.

braga neto - Fátima Meira/Estadão Conteúdo - Fátima Meira/Estadão Conteúdo
General Braga Netto, ministro da Defesa
Imagem: Fátima Meira/Estadão Conteúdo

Pujol é da turma formada em 1977. Já Braga Netto é da turma de 1978. Se Schons for escolhido, o problema de hierarquia não existirá mais já que ele é de uma turma posterior a de Braga Netto.

Cotado

O general Schons também é integrante do Alto Comando do Exército. Ele é gaúcho de Tupanciretã e ingressou nas fileiras do Exército em 1973, na Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx). A arma dele também é cavalaria.

Como Oficial-general, comandou a Escola Superior de Guerra, a 2ª Divisão de Exército e a 6ª Brigada de Infantaria. Foi também Diretor de Avaliação e Promoções, no âmbito do Comando do Exército, e Diretor do Departamento de Desporto Militar, Subchefe de Política e Estratégia e Subchefe de Assuntos Internacionais, no Ministério da Defesa.