Juliana Dal Piva

Juliana Dal Piva

Siga nas redes
Reportagem

PF no Rio já auxilia investigação dos assassinatos dos médicos na Barra

A coluna apurou que a PF no Rio (Polícia Federal) já recebeu a determinação do Ministério da Justiça para auxiliar nas investigações dos assassinatos de três médicos em um quiosque na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio, na madrugada de quinta-feira (5).

Policiais federais relataram à coluna que, no momento, apoiam a Polícia Civil do Rio na coleta de provas que auxiliem na elucidação do crime. O ministro da Justiça, Flávio Dino, também enviou o secretário-executivo do ministério, Ricardo Capelli, para o Rio para se reunir com a PF fluminense.

Os policiais, porém, ressaltam que a titularidade do caso é da Polícia Civil e que só poderão assumir a investigação se ficar comprovado que o crime está relacionado à atuação de parlamentares. Diego Ralf de Souza Bomfim, uma das vítimas, é irmão da deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-SP).

Os médicos estavam em um quiosque na Barra da Tijuca à 00h59.

Imagens de câmera de segurança mostram o momento em que homens descem de um carro branco e correm em direção aos médicos. Eles são mortos a tiros. Nenhum pertence das vítimas foi levado.

Marcos de Andrade Corsato, Perseu Ribeiro Almeida e Diego Ralf de Souza Bomfim morreram na hora.

A quarta vítima, Daniel Sonnewend Proença, foi levada com vida para o Hospital Municipal Lourenço Jorge. A direção do hospital diz que o estado de saúde dele é estável.

A Polícia Civil do RJ investiga se foi um crime planejado. A SSP (Secretaria de Segurança Pública) de São Paulo também enviou investigadores da Delegacia de Homicídio para acompanhar o caso e auxiliar na apuração.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes