Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos


Alemanha não pediu à ONU uma intervenção armada no Brasil pela Amazônia

Arte UOL sobre foto de Adriano Machado/Reuters
Imagem: Arte UOL sobre foto de Adriano Machado/Reuters

Lucas Borges Teixeira

Colaboração para o UOL, de São Paulo

24/08/2019 04h03Atualizada em 26/08/2019 20h00

Uma corrente que circula pelas redes sociais usa um vídeo em alemão para denunciar supostos planos do país europeu em fazer uma intervenção militar no Brasil por causa da Amazônia.

"Alemanha vai à ONU (Organização das Nações Unidas) pedir intervenção armada para defender a Amazônia", denuncia um usuário do Facebook. "TV alemã diz que Bolsonaro está destruindo a Amazônia e que cabe à ONU intervir."

Com um vídeo em alemão com cerca de um minuto, a publicação já tinha quase 8.000 compartilhamentos e mais de 174 mil visualizações no Facebook até a manhã da última quinta-feira (22).

FALSO: Alemanha não pediu intervenção armada à ONU

A informação é falsa. A Alemanha não fez nenhum pedido à ONU de intervenção armada, ou de qualquer outro tipo, no Brasil. O vídeo divulgado denuncia desmatamento no Brasil neste ano (veja mais abaixo).

De acordo com a assessoria de imprensa das Nações Unidas no Brasil, esta corrente já parte de uma premissa falsa, pois legalmente a ONU não tem qualquer jurisdição para intervir em nenhum dos seus países-membros.

Logo, não há como a Alemanha, ou qualquer outro país ou grupo de países, pedir para intervir em um outro membro, seja esta uma intervenção armada ou não.

Além disso, não há qualquer registro oficial de que a Alemanha tenha sugerido uma intervenção no Brasil. Crítico ao aumento do desmatamento, o país anunciou o congelamento de doações de ? 35 milhões (cerca de R$ 155 milhões) para proteção ambiental no Brasil.

O UOL procurou o governo alemão por meio da assessoria de imprensa para comentar o caso, mas não teve resposta até o fechamento desta matéria.

FALSO: Vídeo não fala em intervenção armada

A corrente também mente ao afirmar que o vídeo divulgado fala em intervenção no Brasil. Na verdade, as imagens fazem parte de uma matéria jornalística do canal EuroNews, uma rede de televisão multilíngue com sede na França e transmissão para toda a Europa.

Ao contrário do que afirmam as mensagens recentes, a matéria denuncia o aumento do desmatamento no Brasil nos últimos anos, fala da importância da Amazônia para o mundo e ainda conta o caso da exoneração do diretor do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), Ricardo Galvão, que deixou o cargo no início de agosto após críticas públicas de Bolsonaro.

O motivo da discussão pública foi uma divulgação, por meio de dados do instituto, sobre o aumento de 88% da devastação na Amazônia Legal em junho de 2019 se comparado ao mesmo período do ano passado. Esta informação foi evidenciada pelo canal europeu.

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.

Errata: o texto foi atualizado
O ex-diretor do Inpe, Ricardo Galvão não pediu demissão, e sim foi exonerado. O texto foi corrigido.

Mais UOL Confere