Topo

'Estamos ilhados', diz padre de município atingido por barragem na Bahia

Reprodução
Pedro Alexandre, município baiano próximo do limite com Sergipe, ficou inundado após barragem transbordar Imagem: Reprodução

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió

2019-07-11T21:18:47

2019-07-11T22:48:22

11/07/2019 21h18Atualizada em 11/07/2019 22h48

O padre Thiago Nunes, pároco da igreja Nossa Senhora da Conceição do município de Pedro Alexandre (BA), relatou no fim desta tarde que moradores -- ele, inclusive -- estão vivendo momentos difíceis. Nesta manhã, parte da cidade foi atingida pela água que transbordou de uma barragem.

"Estamos ilhados, ninguém passa da parte nova ou velha. As estradas sem condições de trafegabilidade, interditadas, e não temos como sair da cidade. Estamos muito preocupados", disse ao UOL.

Segundo ele, os transtornos começaram na noite de ontem com as fortes chuvas. Hoje, a situação piorou com a inundação causada pelo derramamento das águas da barragem.

Ele relata que a água atingiu os povoados de Quati e Boa Sorte e a comunidade ribeirinha na sede do município, que é cortado pelo rio do Peixe.

Ainda não há estimativa oficial do volume das chuvas, e sete famílias foram atingidas nos povoados de Pedro Alexandre, segundo a Defesa Civil da Cidade. A cerca de 40 quilômetros dali, na cidade de Coronel João Sá, 350 famílias foram retiradas de suas casas.

A missa de adoração que estava marcada para às 19h de hoje foi cancelada por problemas de acesso dentro da cidade. A igreja e casa paroquial ficam na parte antiga de Pedro Alexandre e, segundo o padre, não foram atingidas porque o terreno é elevado.

"Mesmo assim, não há como sair daqui porque o rio está cheio", disse Nunes.

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) na Bahia também informou que a BR-235 ficou interditada das 8h10 até às 20h51 de hoje devido ao transbordo do rio do Peixe. O nível do rio baixou, e a pista está totalmente liberada.

Barragem transborda no interior da Bahia

UOL Notícias

Mais Cotidiano