PUBLICIDADE
Topo

Bombeiro de folga mata homem durante briga de trânsito em SP

Soldado Gregory Rodrigues, lotado no Grupamento de Bombeiros de Guarulhos - Reprodução
Soldado Gregory Rodrigues, lotado no Grupamento de Bombeiros de Guarulhos Imagem: Reprodução

Luís Adorno

Do UOL, em São Paulo

14/12/2019 17h19

Resumo da notícia

  • Disparo efetuado por bombeiro de folga, com traje civil, atingiu artéria de homem
  • Discussão ocorreu na zona leste de São Paulo, por volta das 12h30 de hoje
  • Polícia Civil tenta imagens e depoimentos para elucidar crime; Corregedoria vai apurar

Um bombeiro militar de folga e sem a farda da corporação, matou um homem, às 12h30 de hoje, na zona leste de São Paulo, após uma briga de trânsito. O caso será investigado pela Corregedoria da PM (Polícia Militar) e pela Polícia Civil.

Gregory Rodrigues, 30, é soldado da Polícia Militar e está lotado no 5º GB (Grupamento de Bombeiros), em Guarulhos. Segundo a Polícia Civil, o militar trafegava pela rua Doutor José Porciúncula quando se envolveu em uma desinteligência com o marceneiro Carlos Fortunato, 53.

A Polícia Civil investiga como a desinteligência evoluiu para disparo de arma de fogo com uma vítima fatal. A reportagem enviou um pedido de entrevista ao policial, por meio da assessoria de imprensa da SSP (Secretaria da Segurança Pública), mas a pasta não retornou a solicitação até esta publicação.

De acordo com as primeiras informações colhidas pela polícia, Rodrigues estava com trajes civis, portando arma particular —pistola de marca Taurus e calibre .380, quando se desentendeu com Fortunato após briga de trânsito.

Ainda segundo as primeiras informações, durante a discussão o bombeiro efetuou um disparo contra Fortunato, atingindo o ombro da vítima.

Fortunato foi socorrido ao pronto-socorro Tide Setubal, em São Miguel Paulista. O disparo atingiu uma artéria da vítima, que não resistiu.

Os policiais querem tentar encontrar imagens de câmeras de segurança e colher depoimentos de testemunhas para tentar elucidar a causa do crime.

Posicionamento da SSP

Por meio de nota, a SSP informou que o marceneiro Carlos Fortunato, 53, havia feito uma manobra e fechado a motocicleta em que o PM estava. "O genro da vítima contou que o marceneiro dirigia um Siena prata e realizou uma manobra em que fechou uma motocicleta, que passou a segui-los. Ao pararem em uma esquina, o condutor da moto atirou contra o veículo, acertando o ombro esquerdo de Carlos".

Ainda segundo a SSP, "o policial militar contou que é soldado do Corpo de Bombeiros e que, após ser fechado por um Siena, passou a acompanha-lo. Quando se aproximou do veículo com a arma em punho, para aborda-lo em razão da manobra, ela disparou acidentalmente".

Ao perceber que o tiro acertou o motorista do veículo, o PM informou que assumiu a direção do carro e o socorreu ao Hospital Tide Setúbal. O caso foi registrado como homicídio simples no 63º DP (Distrito Policial), na Vila Jacuí, onde será investigado.

O policial foi preso em flagrante. Sua arma foi encaminhada à perícia. O Siena foi periciado e liberado, assim como a motocicleta. Foi realizado exame residuográfico e a Corregedoria da Polícia Militar foi acionada.

Dos 30 batalhões com mais PMs presos, 27 estão na periferia ou Grande SP

UOL Notícias

Segurança pública