PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Bianca Lourenço: exame aponta tortura, e juiz decreta prisão de 3 por morte

Bianca Lourenço estava desaparecida desde 3 de janeiro; corpo foi encontrado dia 12 - Redes sociais
Bianca Lourenço estava desaparecida desde 3 de janeiro; corpo foi encontrado dia 12 Imagem: Redes sociais

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

27/01/2021 21h47Atualizada em 28/01/2021 10h47

A Justiça determinou hoje a prisão preventiva de três homens suspeitos de terem matado Bianca Lourenço. Um deles é o ex-namorado da jovem, Dalton Luiz Vieira Santana, chefe do tráfico da favela Kelson's, no bairro da Penha, na zona norte do Rio de Janeiro. Os outros dois são os traficantes Enzo da Cunha da Silva Costa, conhecido como "Da Mãe", e Edgar Alves de Andrade, o "Doca", que teriam participação no crime.

Segundo a decisão do juiz Alexandre Abrahão, a jovem foi torturada e teve o rosto e os glúteos cortados antes de ser morta com diversos tiros, supostamente pelo ex. Um exame cadavérico foi anexado à decisão. O documento aponta que a vítima morreu em decorrência dos disparos.

Segundo o magistrado, "o estado de liberdade dos acusados põe em risco à integridade física e psicológica das testemunhas e moradores da região, especialmente mulheres".

No documento, o juiz apontou que Dalton e Bianca mantiveram uma união estável pelo período de um ano e que o crime foi cometido "por razões da condição do sexo feminino". Dalton não aceitava o fim do relacionamento.

Além de feminicídio, os três já respondem por participação em organização criminosa, roubo seguido de morte e sequestro.

Bianca desapareceu em 3 de janeiro e foi encontrada esquartejada dentro de um tonel que boiava na praia da Ilha do Fundão, no dia 12.

Uma testemunha disse à polícia em depoimento que Bianca foi para um evento no Complexo da Penha, no dia três deste mês, e dormiu na casa de uma amiga. As duas acordaram com Enzo no local e posteriormente Dalton apareceu agressivo. Ele chegou a dar uma coronhada na boca de Bianca com um fuzil e exigiu que a vítima saísse do imóvel com ele. Bianca se recusou, mas foi levada à força com ajuda de outro traficante.

Cotidiano