PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

São Paulo bate recorde de frio com 3,2°C de média e -2ºC no extremo sul

Do UOL, em São Paulo

30/07/2021 06h39Atualizada em 30/07/2021 11h41

Com a onda polar que atinge o Sul e Sudeste do Brasil prometendo para hoje o dia de frio mais intenso, a cidade de São Paulo teve recorde de frio. Na madrugada, a cidade registrou formação de geadas em alguns pontos e termômetros oscilando em torno dos 3,2°C, o que constitui recorde de menor temperatura média de toda a série histórica do CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências), que coleta dados desde 2004.

De acordo com as estações meteorológicas da Prefeitura de São Paulo os valores mais baixos foram -3,0°C em Engenheiro Marsilac, também novo recorde de menor aferição absoluta (aquela registrada em um único lugar), e -2,0°C na Capela do Socorro.

De acordo com o Climatempo, se a temperatura ficasse abaixo de 3,5°C a capital teria a menor temperatura registrada em 27 anos quando os termômetros chegaram a 0,8°C no dia 10 de julho de 1994.

No decorrer do dia o predomínio de sol deve ajudar a diminuir um pouco a sensação de frio, mas as temperaturas não sobem muito com máximas em torno dos 15°C. Os índices de umidade entram em declínio e devem atingir valores próximos aos 40% no período da tarde e não há expectativa de chuva.

Estações do Inmet também registram recorde

A Estação do Mirante de Santana, do Inmet (Instituo Nacional de Meteorologia), na capital paulista, registrou temperatura de 4,3°C, a menor temperatura em 5 anos, quando foram registrados 3,5°C em 13 de junho de 2016).

Foi a segunda menor temperatura na estação considerando o período de 21 anos, só ficando atrás dos 3,5°C em 2016 e depois sendo superada por 4,5°C e 4,1°C no ano 2000.

Já a estação meteorológica em Interlagos, zona sul da capital paulista, registrou hoje a menor temperatura desde sua instalação em março de 2018: 3,6°C. O recorde anterior era o de ontem, com 4,1°C.

Previsão para o fim de semana na capital

Para os próximos dias, a previsão do CGE é de madrugadas geladas. O ar frio polar só deve começar a perder força a partir do início da próxima semana, quando as temperaturas se elevam gradativamente.

O sábado (31) ainda será marcado por frio, mas sem expectativa de novos recordes de temperatura. A madrugada terá termômetros em torno dos 7°C, predomínio de sol, céu com poucas nuvens e temperatura máxima de 16°C. A sensação será de frio no decorrer do dia, com taxas de umidade do ar entre 35% e 90%.

No domingo, persistem as condições de temperaturas baixas durante a madrugada e em gradativa elevação no decorrer do dia. Os termômetros variam entre mínimas de 8°C e máximas que podem chegar aos 19ºC. O sol aparece entre nuvens, a umidade relativa do ar deve atingir valores próximos aos 40% e não há expectativa de chuva para a Grande São Paulo.

Cotidiano