PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Paraty: Mochila achada no mar é de copiloto de avião que caiu, diz mãe

O empresário Sérgio Alves Dias Filho e o copiloto José Porfírio estão desaparecidos desde a queda do bimotor - Montagem/Band Vale
O empresário Sérgio Alves Dias Filho e o copiloto José Porfírio estão desaparecidos desde a queda do bimotor Imagem: Montagem/Band Vale

Do UOL, em São Paulo

03/12/2021 09h10Atualizada em 03/12/2021 09h10

A família do copiloto José Porfírio de Brito Júnior, de 20 anos, que está desaparecido desde a queda de um bimotor em Paraty (SP), disse que a mochila encontrada pela Marinha em alto-mar, no sábado (27), pertence a ele.

Mãe do copiloto, Ana Regina Agostinho afirmou que a Marinha entrou em contato com a família na quarta-feira (1), quatro dias após terem encontrado o item.

"Eles me falaram que a bolsa achada era do meu filho e que era pra gente ir até São Sebastião, na delegacia, pegar. Eu pedi que eles [a Marinha] nos entregassem, já que estamos nas buscas. Desconversaram", afirmou Ana Regina, ao jornal Extra.

Ainda segundo ela, foi uma piloto que ajudou a orientar o piloto Gustavo Carneiro, cujo corpo já foi encontrado, a realizar o pouso de emergência. A conversa teria sido captada por um avião que passava perto do local da queda.

"A conversa pode informar o que aconteceu. Foi uma piloto mulher que ajudou o meu filho. Ela relatou o desespero do meu filho quando eles estavam caindo", disse Ana.

O avião bimotor desapareceu na noite do dia 24 de novembro com três pessoas a bordo: o piloto, copiloto e um passageiro, o empresário e campeão de jiu-jitsu Sérgio Alves Dias Filho. Os dois últimos ainda não foram localizados.

Cotidiano