PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Família de copiloto de avião desaparecido em Paraty pede retorno das buscas

José Porfírio de Brito Júnior, copiloto do bimotor que sumiu no mar entre Paraty (RJ) e Ubatuba (SP) - Reprodução/Instagram
José Porfírio de Brito Júnior, copiloto do bimotor que sumiu no mar entre Paraty (RJ) e Ubatuba (SP) Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

22/06/2022 19h36Atualizada em 22/06/2022 19h36

A família de José Porfírio Júnior, 20, copiloto do avião que desapareceu no mar entre Ubatuba (SP) e Paraty (RJ) em novembro do ano passado, ainda busca respostas sobre o desaparecimento do jovem. Ele não foi encontrado desde o incidente e, agora, a família criou um abaixo-assinado para que as autoridades retomem as buscas.

Desde 24 de Novembro de 2021, pós desastre aéreo com bimotor onde tinham 3 ocupantes, apenas um foi resgatado porque estava flutuando. Eu, mãe do copiloto, José Júnior, aguardo até hoje o meu filho. As autoridades querem que eu aceite 'morte presumida', mas não me trouxeram até hoje nem o corpo morto dele. Então aguardo meu filho vivo. Preciso que retornem as buscas pela fuselagem, para termos certeza de que ele não está lá preso ou que ele esteja em alguma mata sendo cuidado por alguém e sem consciência da realidade dele.
Ana Regina Agostinho, em convocatória de abaixo-assinado

O documento digital já acumula mais de 29 mil assinaturas e foi publicado no dia 11 de maio. Ontem, o irmão de José, Wallace Britto, fez um apelo nas redes sociais.

"Esse da foto é meu irmão! Ele é o copiloto do avião (com prefixo pp-wrs) que caiu na região entre Paraty - RJ e Ubatuba - SP no dia 24/11/21. Após 7 meses do ocorrido nós da família ainda não temos notícias sobre meu irmão e nem sobre a localização do avião", afirmou ele, pedindo por mais assinaturas para a retomada das buscas.

José Porfírio Júnior está desaparecido desde o dia 24 de novembro de 2021. A aeronave perdeu contato com o radar por volta de 21h. Os primeiros a acionarem as autoridades foram os familiares de José, que acompanhavam o trajeto do voo pela internet.

No mesmo avião, estava o piloto Gustavo Carneiro, cujo corpo foi encontrado dias depois. Além dele, também estava o empresário Sérgio Alves Dias Filho, 45, que também está desaparecido.

Em dezembro, as autoridades anunciaram o fim das buscas pelos ocupantes. Tatiana Fogaça, esposa do empresário, lamentou a decisão.

A designer e psicanalista contou que o marido omitiu que iria voltar para o Rio de Janeiro em voo fretado, após viajar a Campinas (SP) a trabalho, e que a falta de informações e de apoio das autoridades dificultaram ainda mais as buscas.

Cotidiano