PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Onze homens morrem em incêndio em centro para dependentes químicos no RS

Do UOL, em São Paulo*

24/06/2022 09h43Atualizada em 24/06/2022 11h25

Um incêndio na noite de ontem deixou pelo menos 11 mortos no Cetrat (Centro de Tratamento e Apoio a Dependentes Químicos) de Carazinho, no interior do Rio Grande do Sul.

Segundo o Corpo de Bombeiros, que ainda está no local, dois feridos foram levados a hospital e estão em estado grave. Todos os mortos são homens e entre eles está um monitor do Cetrat.

De acordo com comandante regional do Corpo de Bombeiros de Passo Fundo, tenente-coronel Ricardo Mattei, o fogo teve início por volta das 23 horas. O Plano de Prevenção Contra Incêndio (PPCI) do prédio estava em dia, com vencimento previsto para 2026.

"Nós não descartamos nenhuma hipótese do que pode ter ocorrido, por se tratar de um local de tratamento de alcoolismo e drogas, mas ainda é muito prematuro falar do que realmente houve. Colaboraram com a tragédia as características do local, em especial do dormitório, que era de madeira, então o alastramento do fogo foi muito rápido", disse ele.

Na redes sociais, moradores da cidade, que fica no norte do Estado, compartilharam vídeos do incêndio, com as chamas visíveis a metros de distância do local.

Até o momento, duas equipes de perícia criminal trabalham no local do incêndio, que já foi controlado.

A prefeitura de Carazinho montou na madrugada de hoje uma tenda provisória no bairro Ouro Preto, com profissionais da área da saúde (médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e psicólogos) para atender familiares das vítimas do incêndio. A gestão também publicou uma nota manifestando solidariedade.

"Carazinho vive um luto coletivo neste momento triste em que a tragédia se abate sobre famílias das vítimas de um incêndio de grandes proporções no Cetrat, um espaço que recuperou muitas vidas, ocorrido na noite de ontem (23). Neste momento de dor, o prefeito Milton Schmitz, em nome do Governo Municipal, presta solidariedade e sentimentos de pesar aos pais, familiares e amigos das vítimas do acidente. Consternados, externamos nossa palavra de pesar e conforto às famílias enlutadas", divulgou a administração municipal.

O governador do Rio Grande do Sul, Ranolfo Vieira Júnior (PSDB), também manifestou sua solidariedade às famílias das vítimas em comunicado nas redes sociais.

"Acompanho, junto das forças de segurança, o atendimento prestado desde os primeiros momentos à triste ocorrência desta madrugada, em Carazinho. Nossa solidariedade aos familiares, amigos e vítimas, assim como nossas orações para a pronta recuperação dos feridos", publicou o político, no Twitter.

*Com informações de Estadão Conteúdo

Cotidiano