Conteúdo publicado há 2 meses

Mais de 530 mil pessoas estão desalojadas no RS após enchentes, diz governo

As fortes chuvas que atingem o Rio Grande do Sul já deixaram 537.380 pessoas desalojadas, segundo boletim da Defesa Civil estadual divulgado na noite deste sábado (11). No boletim anterior, divulgado às 12h, o número de desalojados era de 339.925

Para se ter uma ideia da dimensão da tragédia, o número se aproxima da série histórica de pessoas desalojadas no Rio Grande do Sul, de 702.916 entre 1991 e 2022, segundo dados do Atlas Digital de Desastres no Brasil, com números disponibilizados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional. A soma de 2023 ainda não foi contabilizada pela plataforma.

O numero de municípios gaúchos afetados subiu de 445 para 446.

O que aconteceu

São 2.115.416 pessoas afetadas pelas enchentes. São considerados afetados aqueles que moram em áreas alagadas, os que tiveram algum dano em casa em decorrência das chuvas e os que perderam acesso a serviços essenciais, como água e luz.

Boletim ainda mostra que 81.043 vítimas das chuvas estão em abrigos. Há 125 pessoas desaparecidas.

Número de mortes se mantém em 136, segundo balanço da Defesa Civil do RS. São 806 pessoas feridas.

Dos 497 municípios do RS, 446 foram afetados pelas enchentes causadas pelas fortes chuvas. O boletim também mostra que 74.153 pessoas foram resgatadas, e 10.348 animais salvos.

Número de mortos já supera total de óbitos por desastres de 1991 a 2022

Até este sábado (11), 136 óbitos foram confirmados pela Defesa Civil do Rio Grande do Sul em decorrência das chuvas no estado. O número supera o total combinado de mortes causadas por desastres naturais em 30 anos.

Continua após a publicidade

Entre 1991 e 2022, foram registradas 101 mortes por desastres naturais. O levantamento foi feito pelo Atlas Digital de Desastres no Brasil.

O Atlas leva em conta todos os tipos de desastres. Nesse caso, o total de mortos considera também estiagens, incêndios florestais e ondas de frio e calor, e não apenas chuvas, como os números deste ano.

Nos últimos 11 meses, 75 mortes foram registradas. Um levantamento feito pelo UOLapontou o total de óbitos nos últimos desastres no RS. Foram três eventos de inundações e cheias no ano passado: em junho, setembro e novembro.

Famílias afetadas por chuvas no RS receberão R$ 2 mil do Pix

Cada família afetada pelas chuvas no Rio Grande do Sul receberá R$ 2 mil do Pix organizado pelo governo. O anúncio foi feito pelo governador Eduardo Leite (PSDB) neste sábado (11).

Decisão é do comitê gestor que organiza os valores doados pelo Pix SOS Rio Grande do Sul, segundo Leite. Os critérios para as famílias receberem o benefício ainda estão sem definição.

Continua após a publicidade

Parte do valor será utilizado para compra e entrega imediata de 30 mil mantas. "Ajudarão os atingidos pelas chuvas a enfrentar o frio intenso que se aproxima", escreveu o governador no X.

Deixe seu comentário

Só para assinantes