Conteúdo publicado há 24 dias

Obra do Metrô abre cratera e atinge quadra de condomínio em São Paulo

A obra de construção da Linha Laranja do Metrô de São Paulo causou uma cratera na Avenida Ministro Petrônio Portela, altura do bairro Freguesia do Ó, na manhã desta segunda-feira (20).

O que aconteceu

Parte da quadra de um condomínio foi afetada pelas escavações do "tatuzão", como é conhecida a tuneladora que faz as escavações.

Moradores foram às redes sociais após a cratera chegar ao condomínio. "O maior barulho de helicóptero sobrevoando aqui perto. Abri no jornal, e simplesmente abriu a maior cratera dentro do meu condomínio por conta das obras do metrô", escreveu uma usuária. "A obra do metrô da linha 6-Laranja lascou a quadra do condomínio", disse outra.

Concessionária Linha Uni, uma das empresas responsáveis pela obra, disse que já era prevista a possibilidade de uma cratera ser aberta. "O local já estava isolado como medida preventiva e a região já era monitorada devido a esta condição atípica do solo e sua interface com as escavações do túnel com a tuneladora Norte".

Empresa confirmou que já estava previsto que a quadra do condomínio poderia ser afetada e que os moradores não estavam utilizando o local. O UOL tenta contato com o condomínio.

Não há indicativos de riscos às edificações no entorno, disse a Linha Uni. A empresa ainda diz que equipes técnicas da concessionária estão no local.

Subprefeitura Freguesia/Brasilândia realizou interdição da quadra atingida. Segundo a Secretaria Municipal das Subprefeituras, não há necessidade de interdição dos imóveis do condomínio.

SPTrans informou que três linhas de ônibus estão sendo desviadas na região. São elas: 1024/10 Jd. Carombé - Conexão Petrônio Portela; 1025/10 Jd. Carombé - Conexão Petrônio Portela; e 1026/10 Vl. Iara - Conexão Petrônio Portela. No sentido Centro funciona normalmente: pela Av. Ministro Petrônio Portela, Rua Therezinha Di Spagna Lobo, Rua Parapuã, Av. Itaberaba, Rua Itaiquara, Rua Marilândia, Rua João Pereira de Andrade, Av. Elísio Teixeira Leite, Av. Ministro Petrônio Portela.

Continua após a publicidade

Cratera na Marginal Tietê

Não é a primeira vez que a obra da linha 6 do metrô abre uma cratera em São Paulo. Em 2022, um desmoronamento interditou um trecho da Marginal Tietê em fevereiro daquele ano.

Imagens aéreas mostraram uma cratera que se formou na lateral da pista, com pedaços de asfalto cedendo. Uma caixa d'água acabou sendo engolida.

Na época, Paulo Galli, então secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, disse que houve um vazamento na adutora de esgoto no local. Ele não descartou falha humana.

Deixe seu comentário

Só para assinantes