PUBLICIDADE
Topo

Após aglomeração em comício, MPE recomenda cautela à campanha de Boulos

Guilherme Boulos (PSOL) durante o evento Mutirão Vira Voto, no largo da Batata, no domingo - RONALDO SILVA/ESTADÃO CONTEÚDO
Guilherme Boulos (PSOL) durante o evento Mutirão Vira Voto, no largo da Batata, no domingo Imagem: RONALDO SILVA/ESTADÃO CONTEÚDO

Nathan Lopes

Do UOL, em São Paulo

03/11/2020 22h44Atualizada em 03/11/2020 23h49

O MPE (Ministério Público Eleitoral) enviou hoje recomendação de cautela à campanha de Guilherme Boulos (PSOL) em razão do comício realizado no último domingo (1°), no largo da Batata, zona oeste de São Paulo.

Com base em imagens do evento, a Promotoria redigiu o documento em que recorda as medidas de segurança contra a pandemia do novo coronavírus sugeridas pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), como evitar aglomerações, justamente o que aconteceu na ocasião.

Em um palco, o candidato a prefeito da capital paulista discursou para apoiadores. Parlamentares do PSOL também falaram para os espectadores, que seguravam faixas e outros materiais de campanha.

"Pandemia persiste"

No documento, o MPE justifica a recomendação, entre outros argumentos, dizendo que "o cenário pandêmico ainda persiste". "Salta aos olhos o potencial de contágio da covid-19, doença de rápida transmissão e sem tratamento definido até a presente data, abalando o Brasil e o mundo há meses", diz a Promotoria.

É desaconselhável a realização de atos de campanha presenciais que gerem aglomeração de pessoas, por ocasionar incremento de riscos.
Trecho da recomendação do MPE à campanha de Boulos

O MPE lembra que tem a função de "recomendar aos partidos políticos e candidatos, durante as campanhas e no dia das eleições, a observação e cumprimento das medidas higiênico-sanitárias necessárias à prevenção de contágio pelo novo coronavírus consignadas pelas autoridades competentes".

Boulos - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

'Necessidade de distanciamento social'

A Promotoria diz que, "no momento, a medida mais efetiva para o enfrentamento da pandemia é o distanciamento social, que tem por objetivo tornar mais lenta a transmissão do vírus e reduzir a necessidade de recursos hospitalares em curto espaço de tempo".

Por essas razões, o MPE decidiu elaborar o documento em que pede "especial cautela quando da realização de comícios ou de reuniões partidárias, cumprindo fielmente todas as normas sanitárias vigentes para fins de prevenção à contaminação por covid-19".

Outro pedido é para tomar "providências, a cargo de organizadores de eventos com fins eleitorais relacionados com seu partido ou coligação, para que haja, por parte de todos os presentes (candidatos, auxiliares e público participante), estrita observância das normas sanitárias" em razão da pandemia.

Procurada, a campanha de Boulos disse que "recebeu as recomendações do Ministério Público e se compromete a redobrar esforços para evitar aglomerações".

O evento de domingo não contou com a presença da candidata a vice, Luiza Erundina. Com 85 anos, ela pertence ao grupo de risco. No sábado passado, porém, ela começou a participar de agendas de rua em um veículo adaptado com uma estrutura que a protege. O carro foi apelidado de "Erundinamóvel", em alusão ao papamóvel, que serviu de inspiração.

Eleições 2020 em SP: políticos fazem campanha na capital