PUBLICIDADE
Topo

Joice Hasselmann e PSL declaram apoio a Covas no segundo turno em SP

Joice Hasselmann e PSL decalram apoio a Bruno Covas, do PSDB, no segundo turno em SP - ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
Joice Hasselmann e PSL decalram apoio a Bruno Covas, do PSDB, no segundo turno em SP Imagem: ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

19/11/2020 14h11Atualizada em 19/11/2020 15h54

A ex-candidata Joice Hasselmann e o PSL declararam apoio a Bruno Covas (PSDB) no segundo turno das eleições municipais de São Paulo contra Guilherme Boulos (PSOL). Joice ficou apenas em sétimo lugar no primeiro turno, com 98.342 votos, 1,84% dos votos válidos.

Em virtude do risco iminente que a cidade de São Paulo corre de ter a prefeitura invadida novamente pela esquerda, dessa vez, ainda mais radical, não há outro caminho para o PSL da cidade de São Paulo e para mim, Joice Hasselmann, que disputei a prefeitura no primeiro turno, a não ser se posicionar a favor da reeleição do atual prefeito, Bruno Covas
Nota conjunta de Joice Hasselmann e PSL

Joice explica que o entendimento foi realizado totalmente baseado em propostas. Ainda afirma que Covas "se comprometeu a incorporar a seu plano de governo diversas propostas do meu plano de governo, entre elas, a Lava Jato paulistana".

A opção hoje é manter o que já está aí, mesmo com suas falhas e tentar evoluir ou mergulhar a cidade no caos absoluto. Escolho São Paulo. Amo São Paulo. Não vou abandonar São Paulo para fazer politicagem ou palanque para as próximas eleições. Minha responsabilidade é com o povo.
Joice Hasselmann

Os números de Joice nas eleições municipais foram muito abaixo de 2018, quando disputou o cargo de deputada federal. Na ocasião, Joice ficou em segundo lugar no estado de São Paulo, com 1.078.666 votos, ficando atrás apenas de Eduardo Bolsonaro (PSL), que teve 1.843.735.

Outros apoios a Covas no segundo turno

Celso Russomanno (Republicanos) declarou apoio a Covas na terça-feira (17). A escolha foi justificada pela "moderação e equilíbrio" do tucano. O ex-candidato republicano ficou em quarto lugar com 560.666 votos, somando 10,50% votos válidos.

O Solidariedade, partido de Paulinho da Força, que no primeiro turno apoiou Márcio França (PSB), ontem também mostrou apoio a Covas. Em nota, o partido afirma que Bruno Covas possui "experiência política e administrativa, e também propostas de campanha, que foram fatores determinantes para concluirmos que ele é o candidato com maior qualificação".

O PSD, partido do ex-candidato Andrea Matarazzo, que ficou em oitavo lugar, com 82.743 votos, somando 1,55 dos votos válidos, anunciou hoje apoio a Covas. Em nota, foi elogiada "juventude" e a "experiência administrativa do Tucano.

Por enquanto, PT, PCdoB, PSTU, Rede e PDT anunciaram apoio a Guilherme Boulos.

Pesquisa Ibope divulgada ontem mostra Bruno Covas na liderança das intenções de voto, com 47%. Boulos tem 35%.