PUBLICIDADE
Topo

Jornalista do Zimbábue de 30 anos morre por conta do coronavírus

Zororo Makamba tinha viajado para Nova York no final de fevereiro e apresentou sintomas já em sua cidade, Harare - Reprodução / Facebook @Ziroro Makamba
Zororo Makamba tinha viajado para Nova York no final de fevereiro e apresentou sintomas já em sua cidade, Harare Imagem: Reprodução / Facebook @Ziroro Makamba

Do UOL, em São Paulo

24/03/2020 12h06

O jornalista zimbabuano Zororo Makamba morreu ontem aos 30 anos após ser internado por estar infectado com coronavírus, segundo o Ministério da Saúde e do Bem Estar Infantil do país.

Zororo recebeu o resultado positivo no último sábado (21), mas estava internado desde quinta-feira (19) em um hospital de Harare, capital do Zimbábue. Com isso, o país africano passa a ter a primeira morte por covid-19 e três casos oficiais.

O jornalista havia feito uma viagem para Nova York no dia 29 de fevereiro e voltou para Harare em 9 de março, passando por Johanesburgo, na vizinha África do Sul. Três dias depois, já no Zimbábue, o jornalista começou a apresentar alguns sintomas da doença e foi aconselhado a se isolar.

Em depoimento à CNN, um amigo de infância afirmou que Makamba sofria de uma rara doença neuromuscular crônica, tendo sido submetido a uma cirurgia para retirar um tumor no peito no ano passado.

Zororo Makamba era o apresentador e produtor executivo do "Ponto de vista com Zororo Makamba", um programa semanal de opiniões políticas com base na web, além de passagens por emissoras de rádio e TV. Ele também era o diretor de uma empresa de mídia e transmissão digital. Zororo era filho do empresário de telecomunicações no Zimbábue, James Makamba.

Ontem, o presidente Emmerson Mnangagwa decretou o fechamento de todas as fronteiras com a África do Sul, Botsuana, Moçambique e Zâmbia, além da proibição de reuniões com mais de 50 pessoas.

Coronavírus