PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Esse conteúdo é antigo

13 crianças adoecem após ingerirem doce com maconha em escola católica

13 crianças adoecem em escola católica após ingerirem doce com maconha - Divulgação/Twitter
13 crianças adoecem em escola católica após ingerirem doce com maconha Imagem: Divulgação/Twitter

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/10/2020 18h10

A polícia inglesa abriu investigação após 13 meninas da Escola Católica La Sainte Union, em Londres, na Inglaterra

adoecerem após comerem doces durante o intervalo da manhã de hoje. As crianças voltaram para aula relatando tonturas e enjoo.

A Scotland Yard, sede central da Polícia de Londres, confirmou que os doces continham THC, substância encontrada na cannabis.

"Aguardamos testes para estabelecer a quantidade de THC em cada doce. Enquanto esperamos uma atualização completa do hospital, ninguém está gravemente doente", disseram em comunicado divulgado. Até o momento ninguém foi preso, mas as investigações continuam.

O tetraidrocanabinol (THC) é o elemento psicoativo da cannabis que causa a sensação popularmente conhecida como "brisa" ou "barato", como sonolência, tontura e outros sintomas.

A venda de itens com THC é ilegal no Reino Unido, enquanto o canabidiol (CBD) é legalizado, vendido nos comércios para determinados tratamentos de saúde.

A escola, que tem 159 anos de existência, também se posicionou sobre o ocorrido. "Somos uma escola católica e nos esforçamos para oferecer um ambiente atencioso e seguro", afirmaram. A diretora Sophie Fegan deve realizar assembleia amanhã (06) para discutir o ocorrido.

Internacional