PUBLICIDADE
Topo

Eleições Americanas

Conteúdo publicado há
1 mês

Por telefone, Mike Pence parabeniza Kamala Harris pela vitória nas eleições

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, e a candidata à vice-presidência, Kamala Harris, falam durante o debate realizado na Universidade de Utah, em Salt Lake City (Utah) - Eric Baradat / AFP
O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, e a candidata à vice-presidência, Kamala Harris, falam durante o debate realizado na Universidade de Utah, em Salt Lake City (Utah) Imagem: Eric Baradat / AFP

Do UOL, em São Paulo*

15/01/2021 20h04

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, telefonou hoje para Kamala Harris e a parabenizou pela vitória nas eleições americanas. É a primeira vez que eles voltam a se falar desde que participaram do debate de candidatos a vice-presidência, informou o The New York Times.

Durante o diálogo "cortês e agradável", como definiu o jornal, Pence teria oferecido ajuda a Kamala Harris durante a troca de poder. Não há mais detalhes sobre o teor da conversa.

Daqui cinco dias, em 20 de janeiro, o presidente Joe Biden e a vice assumem seus cargos —Pence vai participar da cerimônia de posse enquanto o presidente Donald Trump, que nega a derrota na corrida presidencial, já declarou que não participará da posse.

O presidente que está prestes a deixar o cargo não é obrigado a comparecer à posse do sucessor, mas Trump será apenas o quarto presidente da história dos Estados Unidos a fazê-lo, segundo a Folha de S.Paulo. Ele se juntará a John Adams (1801), o filho dele, John Quincy Adams (1829), Andrew Johnson (1869), todos do século 19.

O atual presidente americano também não entrou em contato com Biden para parabenizá-lo, mas prometeu uma "transição ordenada" após a invasão ao Capitólio por manifestantes pró-Trump em 6 de janeiro.

Dias antes do ato contra o Congresso americano, a relação de Trump e Pence estava abalada. O presidente vinha pressionando seu vice a não certificar a vitória de Biden nas eleições —Pence foi o responsável por anunciar o vencedor das eleições, mas não tem autoridade para invalidar os resultados da urna.

"Se Pence fizer o que tem que fazer ganharemos essa eleição", disse Trump durante o comício que inflou os ânimos de manifestantes. "Vamos ter que lutar mais forte e Pence vai ter que nos ajudar porque jurou cumprir a nossa Constituição".

Sem a intervenção de Pence, Trump o criticou dizendo que ele não teve "a coragem de fazer o que deveria ser feito para proteger o país". Alguns manifestantes reagiram ao discurso do presidente gritando no Capitólio: "enforquem Mike Pence".

Um senador republicano relatou mais tarde que Pence demonstrou frustração com a atitude de Trump e que ele estava chateado com os ataques do presidente.

*Com informações da AFP

Eleições Americanas