PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Madeleine McCann foi assassinada em Portugal, diz promotor

Madeleine McCann tinha três anos quando desapareceu, em 2007 - BBC
Madeleine McCann tinha três anos quando desapareceu, em 2007 Imagem: BBC

Colaboração para o UOL

18/05/2021 10h51

A polícia alemã está confiante de que pode, finalmente, resolver o caso Madeleine McCann. A garota britânica, de então três anos, foi raptada de um hotel em Portugal em 2007 e seu paradeiro permanece um mistério.

Os pais da menina, Kate e Gerry, ainda acreditavam na possibilidade de a filha estar viva, já que os investigadores nunca encontraram provas concretas da morte de Maddie, como era chamada pela família. No entanto, o promotor Hans Christian Wolters disse ao jornal The Mirror que a polícia acredita que a garota foi assassinada.

Wolters afirmou na entrevista ter "evidência concreta" que o principal suspeito do caso, Christian Brueckner, matou Madeleine em Portugal. "Estou otimista de que vamos resolver esse caso", disse.

Ano passado, foi divulgada a teoria dos investigadores de que Brueckner, condenado por estupro e pedofilia, teria sequestrado Maddie no hotel localizado em Praia da Luz, Portugal, e a levado para a Alemanha, terra natal dele.

Também em 2020, a polícia alemã investigou um lote onde Brueckner morava, em busca de algo que pudesse ligá-lo diretamente ao caso da britânica. "Como Christian não tinha o lote na época do desaparecimento de Maddie, ele não poderia ter enterrado um corpo lá", falou o promotor Wolters.

O advogado de Brueckner, Friedrich Fulscher, afirmou que o cliente não tem relação com o acontecido. A polícia britânica, apesar das novas pistas, mantém que o caso é de desaparecimento.

Família de Maddie

Para a família McCann, o mês de maio marca os anos que passaram desde o desaparecimento da filha, que foi levada no dia 3. Em 2021, também em maio, Madeleine completaria 18 anos.

Em homenagem às datas, os pais de Maddie escreveram uma mensagem no começo do mês em um site onde publicam novidades sobre o caso. "Temos esperança, por menor que seja, que veremos Madeleine de novo. Como já falamos várias vezes, precisamos saber o que aconteceu com nossa amável filha, independente de tudo", disseram.

Internacional