PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

De dourados gigantes a 'monstro do Ness', peixes bizarros geram curiosidade

Peixes "bizarros" causam estranheza ao viralizarem na internet - Reprodução/ Facebook/ Seaside Aquarium/ Instagram
Peixes 'bizarros' causam estranheza ao viralizarem na internet Imagem: Reprodução/ Facebook/ Seaside Aquarium/ Instagram

Do UOL, em São Paulo

24/07/2021 04h00Atualizada em 25/07/2021 12h57

Não é raro que a descoberta de criaturas marinhas causem medo ou deslumbramento. Seja em rios ou em mares, peixes "estranhos" acabam ganhando as redes sociais e intrigando os usuários com vídeos e fotos por vezes chocantes.

Reunimos a seguir os encontros com essas criaturas que vão desde inofensivos dourados que cresceram muito além da conta a um peixe-bagre que mais pareceu o "monstro do Lago Ness".

1. Peixe-bola: o peixe das profundezas de Procurando Nemo?

Um raro peixe-bola foi encontrado em uma praia na Califórnia, nos Estados Unidos, no começo de maio. A espécie do peixe foi popularizada pelo filme de animação Procurando Nemo e chamou atenção por aparecer na superfície, bem longe de onde vive, a cerca de 900 metros de profundidade no oceano.

O animal tem uma coloração preta e possui uma característica barbatana dorsal longa, chamada de illicium, localizada acima da boca. Além disso, ele possui uma luz fosforescente, que facilita a atração de presas.

foto 1 - Reprodução/Facebook - Reprodução/Facebook
Peixe assustador pertence à espécie Himantolophidae
Imagem: Reprodução/Facebook

2. O peixe cinza e laranja de 45 kg

Neste mês um "peixe-opah" foi achado em uma praia de Oregon, nos EUA. Raro, ele tinha um metro de comprimento e 45 kg, o que intrigou as autoridades, já que o animal, com metade do corpo laranja e outra metade cinza metálico, nunca tinha aparecido na localidade.

O peixe foi encontrado morto, mas estava muito bem preservado. Especialistas disseram que a causa provável da morte tenha sido por ele estar nadando perto da costa e que sua cor inusitada pode ter relação com as mudanças climáticas.

foto 2 - Reprodução/Facebook/Seaside Aquarium - Reprodução/Facebook/Seaside Aquarium
Imagem do peixe inusitado encontrado na costa americana
Imagem: Reprodução/Facebook/Seaside Aquarium

3. Um saltador de 160 kg

Desta vez no Canadá, pescadores flagraram o momento em que um esturjão salta próximo à embarcação no rio Fraser, em Chilliawack, na Colúmbia Britânica. O peixe media cerca de 2,7 metros de comprimento e pesava incríveis 160 kg, de acordo com projeções. Um vídeo do salto viralizou no TikTok, mas ninguém localizou o peixe, cuja ovas, levemente salgadas e sem aditivos são comercializadas como a iguaria caviar.

foto 3 - Reprodução/TikTok - Reprodução/TikTok
Esturjão de 2,7 metros visto na Colúmbia Britânica (Canadá)
Imagem: Reprodução/TikTok

4. O novo "Nessie"

Um pescador francês filmou um bagre, mas o que chamou atenção foi sua cauda, que, devido ao tamanho, chegou a ser comparada com "o monstro do Lago Ness". Ele se surpreendeu após fisgar pequenos peixes e, de repente, conseguir pegar o enorme bagre. Não tão incomum, bagres estão presentes em todos os continentes, com exceção da Antártida. Suas maiores espécies estão catalogadas na Austrália, Espanha e Tailândia.

foto 4 - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Pescador foi surpreendido pelo aparecimento do peixe-gato
Imagem: Reprodução/Instagram

5. Peixes celacantos: se remexem muito

Peixes celacantos, que eram considerados extintos até 1938, tiveram um habitat descoberto por pescadores do Madagascar, no Oceano Índico. Rara de ser encontrada, a espécie tem origem pré-histórica, datada de 420 milhões de anos atrás.

Os pescadores disseram que queriam capturar tubarões, mas, ao jogarem redes, acabaram pegando os "peixes fósseis", como também são conhecidos. O animal pode pesar até 90 quilos. Nos últimos anos, a espécie foi vista apenas algumas vezes, na África do Sul, Indonésia e Tanzânia.

6. Monstrinhos dourados

Os pequenos peixes-dourados de estimação acabaram se transformando em problema ambiental, nos EUA. Ao serem rejeitados e liberados em um lago, eles cresceram em tamanhos consideráveis a ponto de causar desequilíbrio no ecossistema local. Uma cidade do estado de Minnesota chegou a fazer campanha para pedir para que os moradores não soltem seus pets na natureza.

foto 6 - Reprodução/Twitter/@BurnsvilleMN - Reprodução/Twitter/@BurnsvilleMN
Peixes dourados abandonados em lago no estado norte-americano de Minnesota cresceram tanto que chamaram a atenção das autoridades
Imagem: Reprodução/Twitter/@BurnsvilleMN

7. Espátula recordista

Grant Rader, de 18 anos, é apenas um iniciante no mundo da pesca e, em sua primeira pescaria no lago Keystone, no estado de Oklahama, nos EUA, quebrou um recorde mundial. Ele estava acompanhado do avô e do pai quando fisgou um peixe-espátula de 74 kg.

O animal foi considerado o maior da espécie já pescado até então e foi devolvido para a água. Mesmo não sendo reconhecido pelo Guinness World Records, o recorde foi confirmado pelo Departamento de Conservação de Vida Selvagem de Oklahama, que destacou o tamanho do peixe: 2,07 metros de comprimento.

foto 7 - Reprodução/Facebook - Reprodução/Facebook
Grant Rader posando para a foto com peixe-paddle de 74 kg e 2 m de comprimento
Imagem: Reprodução/Facebook

8. Vai uma selfie?

Na Austrália, uma fotógrafa se surpreendeu em um mergulho no fundo do mar com a presença de um simpático baiacu. Ela gravava o momento quando notou que o peixe queria fazer parte das filmagens e "tirar uma selfie".

mergulhadora - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Mergulhadora grava vídeo com baiacu no fundo do mar
Imagem: Reprodução/Instagram

Internacional