PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Família descobre que estátuas 'de jardim' são relíquias egípcias de R$ 1 mi

Estátuas foram compradas por galeria de artes internacional - Divulgação/ Mander Auctioneers
Estátuas foram compradas por galeria de artes internacional Imagem: Divulgação/ Mander Auctioneers

Colaboração para o UOL, em São Paulo

14/10/2021 15h05Atualizada em 14/10/2021 21h46

Duas estátuas de pedra esculpida usadas como enfeites de jardim foram vendidas por 195 mil libras, o equivalente a cerca de R$1,4 milhão, depois que uma família inglesa resolveu se desfazer de algumas peças de sua antiga casa. O que eles não imaginavam era que o enfeite, na verdade, se tratava de uma relíquia egípcia.

A casa de leilões Mander Auctioneers, responsável pela venda, foi contatada por uma família de Sudbury, na Inglaterra, que estava de mudança da cidade e queria vender diversos objetos que estavam na casa onde moravam.

Entre os itens havia duas estátuas de jardim, de pouco mais de um metro, que até então eram consideradas réplicas de esfinges do século 18 e, segundo o casal relatou à CNN, haviam sido compradas cerca de 15 anos antes, em outro leilão.

O leiloeiro James Mander relatou ao canal britânico que a casa de leilões não questionou a origem das estátuas e esperava que elas fossem vendidas por até 500 libras (R$ 3.750).

No entanto, quando o leilão começou, o valor ofertado pelas estátuas começou a disparar quando possíveis compradores perceberam que elas poderiam ser itens egípcios de muitos séculos atrás.

As estátuas foram vendidas para uma galeria de arte internacional por 195 mil libras, mas o nome do comprador não foi divulgado pela casa de leilões.

Ainda segundo a empresa, os proprietários da galeria de artes enviaram as peças para serem periciadas, sendo comprovado que elas são de fato artefatos egípcios autênticos.

"Eles têm milhares de anos e são genuínos. Então, é realmente incrível", disse o leiloeiro Mander à CNN.

Internacional