PUBLICIDADE
Topo

Guerra da Rússia-Ucrânia

Notícias do conflito entre Rússia e Ucrânia


Conteúdo publicado há
1 mês

Ucrânia: Bombardeio russo deixa 8 mortos e 21 feridos em Lysychansk

Fumaça sobe sobre os restos de um prédio destruído por um ataque militar em Lysychansk, região de Luhansk, - REUTERS/Oleksandr Ratushniak
Fumaça sobe sobre os restos de um prédio destruído por um ataque militar em Lysychansk, região de Luhansk, Imagem: REUTERS/Oleksandr Ratushniak

Do UOL*, em São Paulo

27/06/2022 16h55Atualizada em 28/06/2022 07h22

Um bombardeio russo deixou pelo menos oito civis ucranianos mortos e outros 21 feridos em Lysychansk, uma cidade na região de Severodonetsk, nessa segunda-feira. Segundo autoridades ucranianas, os civis iam buscar água quando foram atingidos.

"Em Lysychansk, os russos dispararam contra uma multidão de pessoas com lança-foguetes múltiplos Uragan enquanto os civis buscavam água em um depósito. Oito moradores morreram, 21 foram levados ao hospital", disse Sergei Gaidai, governador da reigão de Luhansk, no Telegram.

Severodonetsk foi recentemente conquistada pelo exército russo. Após semanas de uma ofensiva devastadora para tomar a região do Donbass, no leste do país, os russos completaram no sábado (25) a tomada da cidade.

Lysychansk é o próximo objetivo das forças russas, após semanas de combates que assolaram a região e provocaram a morte de dezenas de civis. Essa é a última cidade importante que resta ser tomada pelos russos na área de Luhansk.

Bombardeio em Kharkiv deixa mortos e feridos

Ao menos três pessoas morreram e 15 ficaram feridas em um novo bombardeio da Rússia na região de Kharkiv, a segunda maior cidade da Ucrânia depois de Kiev, disseram autoridades ucranianas nessa segunda.

Gato é visto próximo a casa desmoronada após ataque em Kharkiv - REUTERS/Leah Millis - REUTERS/Leah Millis
Gato é visto próximo a casa desmoronada após ataque em Kharkiv
Imagem: REUTERS/Leah Millis

Segundo o gabinete do prefeito e a administração regional, a artilharia russa atingiu North Saltivka, uma área residencial na periferia nordeste da cidade. De acordo com as autoridades, o número de mortos e feridos ainda pode aumentar.

A Rússia ainda não se manifestou sobre as acusações.

Ataque a shopping

A Ucrânia também acusou a Rússia de atacar um shopping em Kremenchuk nessa segunda. Em uma mensagem no Telegram, o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky disse que mais de 1.000 pessoas estavam no centro comercial no momento do ataque.

Ele não deu detalhes sobre as mortes, mas disse que "é impossível sequer imaginar o número de vítimas". "É inútil esperar da Rússia a decência e a humanidade", escreveu.

Chamas tomaram conta de shopping em Kremenchuk após ataque com mísseis - Press service of the State Emergency Service of Ukraine/Handout via REUTERS - Press service of the State Emergency Service of Ukraine/Handout via REUTERS
Chamas tomaram conta de shopping em Kremenchuk após ataque com mísseis
Imagem: Press service of the State Emergency Service of Ukraine/Handout via REUTERS

Segundo Kyrylo Tymochenko, chefe-adjunto da administração presidencial ucraniana, ao menos duas pessoas morreram e 20 outras ficaram feridas, incluindo nove gravemente. "As operações de resgate continuam", afirmou Tymochenko também no Telegram.

Pelas redes sociais, o Estado-Maior das Forças Armadas da Ucrânia compartilhou o relato de Zelensky com um vídeo do shopping em chamas e uma densa fumaça escura saindo do local. "Os ocupantes dispararam foguetes contra o shopping, onde havia mais de mil civis. O shopping está pegando fogo, os socorristas estão combatendo o fogo, o número de vítimas é impossível de imaginar", diz a publicação.

* Com informações de AFP