Egito? Não! Pirâmide mais antiga é achada em colina de lava da Era do Gelo

Novas evidências sugerem que a Gunung Padang, que fica enterrada no subsolo de uma ilha na Indonésia, seria a pirâmide mais antiga do mundo. Isso tornaria a estrutura mais velha que as Pirâmides de Gizé, no Egito, e o Stonehenge, na Inglaterra —ambas com cerca de 5.000 anos.

Um estudo publicado em outubro na revista científica Archaeological Prospection mostra um cronograma aproximado da construção da estrutura, que teria tido múltiplas fases e diversos estilos arquitetônicos. Resultados da análise de datação por carbono realizada como parte da pesquisa evidenciam que a construção mais antiga deve ter começado, aproximadamente, em algum momento do último período glacial, entre 25 mil e 14 mil anos a.C.

"A datação por radiocarbono dos solos orgânicos das estruturas revelou vários estágios de construção que remontam a milhares de anos a.C., com a fase inicial datando da era Paleolítica", reforça a pesquisa.

O estudo é resultado de uma longa pesquisa no local, que durou entre 2011 e 2014. A investigação incluiu mapeamento detalhado, observações geológicas e arqueológicas, levantamentos geofísicos superficiais, trincheiras de escavação e perfurações de núcleo.

O que indica o cronograma aproximado da construção?

A construção da Gunung Padang teria começado há pelo menos entre 16 mil e 27 mil anos. A parte central da estrutura — e a mais antiga — foi provavelmente construída entre 25 mil e 14 mil a.C. "A construção mais antiga provavelmente originou-se como uma colina de lava natural antes de ser esculpida e depois envolvida arquitetonicamente", completa o estudo.

As obras teriam sido abandonadas durante milhares de anos. Então, por volta de 7.900 a 6.100 a.C., a construção foi retomada. Nessa época, os construtores parecem ter enterrado partes do local de propósito.

Nova fase. Aproximadamente um milênio depois, entre 6.000 e 5.500 a.C., foi construída uma nova fase da Gunung Padang.

A pirâmide possivelmente foi concluída entre 2.000 e 1.100 a.C. Nessa etapa, teriam sido acrescentados os terraços de pedra que hoje podem ser vistos na superfície da estrutura.

Continua após a publicidade

Mais sobre a Gunung Padang:

Gunung Padang, na Indonésia
Gunung Padang, na Indonésia Imagem: Reprodução / RaiyaniM via Wikimedia Commons

Patrimônio nacional. A pirâmide fica localizada no topo de um vulcão extinto no distrito de Cianjur, na província de Java Ocidental, na Indonésia. O lugar, que é considerado patrimônio nacional do país desde 2014, é cercado por outros sítios megalíticos —construções milenares feitas de pedras.

Local sagrado. O nome Gunung Padang significa "montanha da iluminação" na língua local. O espaço, inclusive, tem sido usado para rituais religiosos ao longo da história.

Por muitos anos, houve divergência sobre a natureza da estrutura. Enquanto alguns acreditavam que a estrutura consistia apenas em rochas naturais, outros já afirmavam que ela era produto de construção humana.

Construção complexa. O estudo recente indica que a Gunung Padang não é apenas um simples terraço de pedra pré-histórico, mas sim uma construção subterrânea complexa com câmaras e cavidades substanciais. A pesquisa, portanto, lança luz "sobre as capacidades de engenharia das civilizações antigas durante a era Paleolítica".

Continua após a publicidade

Câmaras escondidas e mais mistérios. A equipe de pesquisa também encontrou evidências que sugerem que pode haver algumas partes ocas no interior da pirâmide, sugerindo possíveis câmaras escondidas. No entanto, para descobrir quem foram os responsáveis pela construção da Gunung Padang, os arqueólogos afirmam que são necessárias mais pesquisas.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes