Conteúdo publicado há 2 meses

Israel diz que mais 6 reféns libertados pelo Hamas de Gaza chegaram ao país

Israel informou que mais seis reféns foram libertados pelo Hamas e chegaram ao país. Mais cedo, duas mulheres já haviam chegado em solo israelense.

O que aconteceu

O grupo de seis pessoas inclui duas crianças e quatro adultos. Este é o sétimo dia de trégua para libertação de reféns e prisioneiros palestinos.

O governo israelense publicou uma nota pedindo ao público por "paciência e sensibilidade, e respeito à privacidade dos reféns libertados e da família deles". "As Forças de Defesa de Israel saúdam e abraçam os reféns libertados no seu regresso a casa", diz o texto.

Três dos reféns possuem dupla nacionalidade, sendo um mexicano, um russo e um uruguaio. A informação é do ministério de Relações Exteriores do Qatar, principal mediador nas negociações entre Israel e o Hamas.

As duas mulheres libertadas antes, de 21 e 40 anos, foram identificadas como Mia Shem e Amit Soussana. "O governo, juntamente com todas as agências de segurança, irá ajudá-los e às suas famílias", diz o comunicado de Israel.

Mais cedo, o Hamas também já divulgou a lista de 30 prisioneiros palestinos que serão libertados por Israel no sétimo dia de trégua, sendo sete mulheres e 23 menores de idade. A informação também foi confirmada pelo Qatar.

A Cruz Vermelha confirmou as operações de transferência de reféns realizadas hoje. "As nossas equipes os transferiram e entregaram às autoridades israelitas. Isto é possível graças ao nosso papel de intermediário neutro", diz o comunicado.

Continua após a publicidade

Hamas e Israel iniciaram trégua na sexta-feira (24) para a troca de reféns - sendo três prisioneiros palestinos para cada refém israelense liberado. Mais de 90 pessoas mantidas reféns em Gaza ganharam a liberdade nos seis primeiros dias de cessar-fogo, bem como cerca de 200 prisioneiros palestinos foram liberados por Israel.

Refém libertada hoje foi operada em Gaza

Vídeos divulgados por Israel mostram Mia Shem, de 21 anos, sendo recebida pela mãe e o irmão na chegada à Base Aérea de Hatzerim, nesta quinta-feira (30).

Antes, Mia apareceu em imagens divulgadas pelo Hamas em 16 de outubro recebendo cuidados no braço — que foi operado. Ela vivia em Shoham, em Israel. Ela tem três irmãos: de 10, 17 e 23 anos.

"Estou sendo cuidada, estou aceitando o tratamento. Só peço para voltar para casa o mais rápido possível, para minha família, para meus pais, para meus irmãos. Por favor, tire-me daqui o mais rápido possível", disse Mia, à época.

Continua após a publicidade

A jovem estava em rave quando foi capturada por membros do grupo extremista. Ela participava do festival Universo Paralello, uma rave realizada perto da Faixa de Gaza, na qual 260 pessoas foram mortas, incluindo três brasileiros.

Brasileiro entre reféns

O brasileiro Michel Nisembaum, 59, é um dos reféns mantidos pelo grupo extremista Hamas na Faixa de Gaza. O embaixador do Brasil em Israel recebeu a irmã dele para uma reunião.

Michel Nisembaum mora em Israel há 35 anos
Michel Nisembaum mora em Israel há 35 anos Imagem: Reprodução/Redes Sociais

Michel Nisembaum fez o último contato com a família em 7 de outubro, dia no qual extremistas do Hamas atacaram israelenses. O brasileiro estava "a caminho de buscar sua neta, que dormira naquela noite com o pai", segundo a embaixada.

Continua após a publicidade

"O embaixador Frederico Meyer garantiu a irmã da vítima que o Brasil está fazendo tudo ao seu alcance para ajudar na libertação do brasileiro e dos demais reféns", diz o comunicado da Embaixada do Brasil em Tel Aviv.

Natural de Niterói (RJ), Michel está em Israel há 35 anos. A embaixada do Brasil só foi informada do desaparecimento em 22 de outubro.

O presidente Lula falou sobre a expectativa de que o brasileiro seja libertado e agradeceu ao apoio do Qatar - principal mediador nas negociações entre Israel e o Hamas. Lula falou a jornalistas em Doha.

A segunda coisa [que tratei com o emir qatari] é o agradecimento ao Qatar, porque o Qatar teve um papel importante para a liberação dos brasileiros que estavam na Faixa de Gaza. Ainda tem mais brasileiros lá, na liberação de um refém, que ainda pode ser liberado por esses dias
Presidente Lula

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora