Conteúdo publicado há 3 meses

Passageiros relatam momentos em avião que perdeu porta: 'Vou morrer'

Passageiros do avião que perdeu uma porta em meio ao voo, nos EUA, relataram ao jornal The New York Times como foram os minutos entre o incidente e o pouso de emergência, feito na cidade de Portland.

O que aconteceu

Homem mandou uma mensagem de despedida para a família. Nicholas Hoch, de 33 anos, disse ter digitado as mensagens para a mãe e a namorada: "Há algo errado no avião", escreveu. "Eu amo vocês".

'Vou morrer', pensou jovem. Essa foi a primeira coisa que Vi Nguyen, 22 anos, pensou ao ver o avião voando sem um pedaço.

Avião descia "rapidamente", disse avó que voava com dois netos. Vicki Kreps, de 56 anos, afirmou que ela e os netos de 7 e 5 anos colocaram as máscaras de oxigênio e que todos os assentos pareceram se deslocar subitamente para a frente: "Definitivamente, sentíamos que estávamos descendo rapidamente".

Passageiros sentados na frente não sabiam o que estava acontecendo. Havia muito barulho na aeronave por conta do vento, e diversos objetos foram sugados para fora do avião —incluindo um celular encontrado intacto no solo.

Apesar do medo, avião estava estável e a tripulação conseguiu orientar os passageiros. "Não estava tremendo, não estava fazendo manobras estranhas, estava apenas voando com firmeza", relatou Evan Smith, de 72 anos.

A passageira do voo Vi Nguyen contou, no TikTok, que acordou de um cochilo achando que era uma turbulência. Ela só perceberia depois que uma porta do avião abriu durante o voo. Nguyen disse ainda que foi reembolsada pelo ocorrido e que, devido ao acidente, recebeu comida de graça.

Avião voou 20 minutos sem porta

O incidente aconteceu na noite de sexta-feira (5) minutos após a decolagem. O voo 1282 saiu do Aeroporto Internacional de Portland com destino a Ontário, na Califórnia.

Continua após a publicidade

O voo ficou cerca de 20 minutos no ar após a explosão, o que causou a despressurização da cabine. Máscaras de oxigênio foram liberadas e o avião retornou ao aeroporto em segurança após a tripulação relatar o incidente.

Ninguém ficou ferido. O voo tinha 174 passageiros e seis tripulantes, informou a Alaska Airlines.

O incidente será investigado por órgãos dos EUA. A aeronave envolvida no incidente é um Boeing 737-Max 9, entregue em outubro. A Alaska Airlines anunciou hoje que vai suspender temporariamente as operações de 65 aeronaves 737-Max 9 até o fim de uma inspeção de manutenção e segurança.

Deixe seu comentário

Só para assinantes