Conteúdo publicado há 1 mês

Avião retorna para aeroporto na Alemanha após dejetos de banheiro vazarem

Um voo da United Airlines que seguia para a Califórnia, nos Estados Unidos, precisou retornar ao aeroporto que decolou, em Frankfurt, na Alemanha, após dejetos vazarem do banheiro da aeronave.

O que aconteceu

Passageiros contaram que o conteúdo do vaso sanitário transbordou e se espalhou pela cabine. O caso ocorreu na última sexta-feira (29). As informações são do jornal alemão Bild.

Os técnicos não conseguiram resolver o problema e o odor desagradou os passageiros.

Após duas horas voando, os pilotos decidiram retornar ao aeroporto de Frankfurt. Um porta-voz da United disse ao site de notícias Business Insider que a medida foi tomada após um problema de manutenção em um dos banheiros do Boeing 777.

Os passageiros foram encaminhados para um hotel e tiveram o voo remarcado. "Os passageiros receberam alojamento durante a noite em Frankfurt e foram remarcados em um voo diferente para São Francisco no dia seguinte", acrescentou o comunicado.

No mesmo dia, outro voo da United Airlines enfrentou problemas. Sete pessoas foram encaminhadas a um hospital para observação depois de passarem por uma forte turbulência num voo da United Airlines na noite do dia 29 de março. O embarque dos passageiros foi em Tel Aviv, em Israel, e o voo tinha como destino Nova Jersey, nos EUA.

Pouso não programado. O avião Boeing 787 da United Airlines teve que fazer um pouso não programado no Aeroporto Internacional Stewart, em Nova York, após uma forte turbulência.

A companhia aérea informou que "ventos fortes" foram relatados em Newark, o que pode ter provocado o incidente.

Nenhum passageiro teve ferimentos graves, segundo as autoridades. Ao todo, 30 pessoas foram avaliadas após o pouso do avião e sete foram encaminhadas para o hospital apenas para observação médica.

Continua após a publicidade

Avaliamos cerca de 30 pessoas e transportamos 7 para o hospital local apenas para observação, sem ferimentos graves. A maioria das pessoas só queria ser examinada no pronto-socorro local.
Michael Bigg, chefe do serviço de emergência médica local

Mais de 300 passageiros no voo. A United informou que o avião retomou o seu itinerário previsto inicialmente após reabastecer no aeroporto de Nova York. A Administração Federal de Aviação (em inglês, FAA) vai investigar o caso.

Deixe seu comentário

Só para assinantes