Conteúdo publicado há 1 mês

Ingleses usam pássaros para chá revelação e geram revolta em ambientalistas

Prática comum nos EUA, o uso de pássaros em festas de chá revelação de bebês se espalhou pelo Reino Unido, acendendo um alerta entre as mais importantes entidades de defesa animal no Reino Unido.

O que aconteceu

A prática de tingir pássaros de rosa ou azul para revelar o sexo de um bebê está sendo condenada por ambientalistas britânicos. A RSPCA (Sociedade Real para a Prevenção da Crueldade contra Animais) e o Hospital da Vida Selvagem de Leicestershire se pronunciaram em posts publicados nas redes sociais.

Morte de pombo revoltou ambientalistas. A RSPCA emitiu um alerta severo aos futuros pais depois que um pombo coberto de tinta rosa morreu em Corby, Northamptonshire.

O pombo estava gravemente doente e desnutrido. Encontrado caído em uma rua, ele foi levado para o Hospital da Vida Selvagem de Leicestershire, mas não sobreviveu.

Os pássaros podem se intoxicar com a tinta. Seja pela absorção de toxinas pela pele, seja pela ingestão de substâncias ao tentar remover as manchas com o bico. Além disso, pintá-los os torna mais vulneráveis a predadores. Isso dificulta sua sobrevivência na natureza, explica o hospital, em um post no Facebook.

A morte de outro pombo, nos EUA, já havia chamado a atenção dos ambientalistas britânicos. Em fevereiro, um pombo chamado Flamingo, resgatado de um parque na cidade de Nova York, morreu depois de também ter sido tingido de rosa como parte de uma cerimônia de suspeita de revelação de gênero.

Essa é uma tendência horrenda, matar pássaros para usar em festas de chá revelação e conseguir curtidas nas redes. Pedimos que espalhem a mensagem sobre os efeitos que isso pode ter. Pense antes de seguir essas tendências da mídia social. No mínimo, isso é um ato de crueldade e não é uma forma de celebrar a revelação do sexo do seu bebê.
Amy Ducker, funcionária do Hospital da Vida Selvagem de Leicestershire

Deixe seu comentário

Só para assinantes