Conteúdo publicado há 19 dias

Rei autoriza dissolução do Parlamento; o que acontece agora no Reino Unido?

O Parlamento do Reino Unido foi dissolvido oficialmente nesta quinta-feira (30) pelo primeiro-ministro Rishi Sunak, após permissão concedida pelo Rei Charles 3º. A partir de hoje, os parlamentares passam a ser candidatos e têm pela frente cinco semanas de campanha eleitoral para convencer seus eleitores de que merecem continuar no cargo.

Por que o Parlamento foi dissolvido?

A dissolução do Parlamento britânico é parte do processo que antecede as eleições gerais, anunciadas por Rishi Sunak no último dia 22. Formalmente, o poder de dissolver o Parlamento pertence ao chefe de Estado — neste caso, o Rei Charles 3º —, a quem o primeiro-ministro deve pedir permissão.

Pela lei, Sunak podia convocar eleições gerais a qualquer momento até 17 de dezembro de 2024. A data marca os cinco anos da primeira reunião do Parlamento atual, eleito em dezembro de 2019.

O que muda no restante do governo?

Na prática, nada. Todos os ministros continuam no cargo até que o novo premiê — ou o atual, se reeleito — promova mudanças no governo.

Como vai funcionar a campanha?

Oficialmente, os parlamentares começaram hoje suas campanhas pelos distritos eleitorais do Reino Unido. Alguns deles, principalmente aqueles que são ministros do governo, ainda devem se envolver com a campanha de Sunak, como explicou o site independente The Conversation. Os candidatos a primeiro-ministro também são esperados em debates na TV — prática muito comum no Brasil, mas que só foi adotada na política britânica a partir de 2010.

Quando acontecem as eleições?

As eleições gerais no Reino Unido estão marcadas para 4 de julho, exatamente 25 dias úteis após a data de dissolução do Parlamento, como prevê a lei britânica.

Continua após a publicidade

Qual é o sistema de votação no Reino Unido?

O Reino Unido adota o sistema de voto distrital: os eleitores não escolhem seu primeiro-ministro diretamente, mas sim os 650 membros do Parlamento (MPs, em inglês) que vão representar os distritos onde moram. Esses parlamentares compõem a chamada Câmara dos Comuns (ou House of Commons), equivalente à Câmara dos Deputados brasileira.

Os 650 distritos eleitorais estão divididos conforme a população. Ou seja, as regiões mais populosas do Reino Unido têm proporcionalmente mais cadeiras no Parlamento. Veja:

  • Inglaterra: 543
  • Escócia: 57
  • País de Gales: 32
  • Irlanda do Norte: 18

O líder do partido que tiver a maioria dos parlamentares eleitos recebe uma autorização formal do monarca para assumir o cargo de primeiro-ministro e formar um governo.

Qual candidato tem mais chances de ganhar?

As últimas pesquisas mostram ampla vantagem dos Trabalhistas, liderados por Keir Starmer. Segundo levantamento feito pela emissora britânica BBC com dados compilados até 29 de maio, as intenções de voto dos eleitores estão divididas em:

Continua após a publicidade
  • Partido Trabalhista: 45%
  • Partido Conservador: 24%
  • Reform UK: 12%
  • Liberais Democratas: 9%
  • Partido Verde: 6%
  • Partido Nacional da Escócia: 3%
  • Plaid Cymru (Partido do País de Gales):1%

Hoje, a maioria dos analistas vê como muito improvável uma vitória do conservador Rishi Sunak sobre Starmer. "Se tivesse uma virada, seria histórica, mesmo", disse ao UOL Kai Enno Lehmann, professor do IRI-USP (Instituto de Relações Internacionais da Universidade de São Paulo).

Deixe seu comentário

Só para assinantes