PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Barco do Greenpeace é rebocado para porto russo após protestos

20/09/2013 11h16

 Embarcação quebra-gelos da organização Greenpeace que viajou ao Ártico para denunciar projetos de exploração das empresas petroleiras está sendo rebocada para o porto russo de Murmansk, na região Norte do país, depois que guardas de fronteira invadiram o barco, informou a ONG.

"Atualmente o barco Arctic Sunrise é rebocado para o porto de Murmansk", afirma o Greenpeace em sua conta no Twitter.

"Decidimos rebocar o Arctic Sunrise ao porto de Murmansk para realizar procedimentos jurídicos" anunciou o Serviço Federal de Segurança da Rússia.

Um dirigente do Greenpeace na Rússia, Roman Dolgov, que está no barco, afirmou que os integrantes da organização correm o risco de serem acusados de "terrorismo e de investigações ilegais".

O Greenpeace enviou o Artic Sunrise ao Ártico para protestar contra o projeto de perfuração da principal empresa de petróleo russa, a Rosneft, e da americana ExxonMobil, que pretendem realizar prospecções perto do Parque Nacional Ártico Russo, segundo a organização.

Meio Ambiente