Topo

Último estado afetado por óleo no NE, Bahia anuncia decreto de emergência 

As manchas de óleo chegaram à Bahia no dia 4 - Divulgação/Adema
As manchas de óleo chegaram à Bahia no dia 4 Imagem: Divulgação/Adema

Carlos Madeiro

Colaboração para o UOL, em Maceió

13/10/2019 12h59

O governador em exercício da Bahia, João Leão (PP), informou que vai assinar amanhã um decreto estadual de emergência por conta da chegada do óleo a praias do estado. A capital Salvador foi um dos municípios atingidos. O estado foi o último dos nove da região Nordeste a ser afetado pelo material. Rui Costa viajou para acompanhar a canonização de Irmã Dulce no Vaticano.

Segundo o governo, a finalidade do decreto é garantir a liberação de recursos para os municípios atingidos no litoral.

Segundo balanço do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis) de ontem, foram contaminadas 17 praias do estado, espalhadas por oito municípios.

A decisão do decreto foi tomada em reunião na sede do Ibama, ontem, em Salvador. O comando unificado do incidente —criado para acompanhar o caso e formado por vários órgãos— decidiu que vai elaborar um documento de orientação de limpeza das praias para as prefeituras afetadas.

Atualmente a limpeza das praias na Bahia está sendo realizada pelos próprios municípios e por equipes do Centro de Defesa Ambiental da Petrobras.

Ainda ontem, o governo do estado esclareceu que um sobrevoo e imagens captadas por satélite descartaram a suspeita de que uma mancha de óleo de 21 km² estaria a 100 km da costa de Alagoas em direção à costa da Bahia. A informação foi divulgada por um estudo feito por professores da UFBA (Universidade Federal da Bahia).

Meio Ambiente