PUBLICIDADE
Topo

Peixe-morcego aparece em praia de São Vicente (SP) e causa surpresa

Rafaella Martinez

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

02/03/2020 16h55

Um peixe-morcego foi encontrado na manhã de hoje em avançado estado de decomposição na praia do Itararé, em São Vicente, litoral sul de São Paulo.

De acordo com o ajudante geral Claudinei Nunes, que trabalha na limpeza da praia, o animal foi localizado perto da maré por volta das 6h da manhã e chamou a atenção de quem passava pela região.

"Fazíamos o rastelo para retirar o lixo na altura do Ilha Porchat, quando localizamos o peixe. Já vimos outras espécies, mas essa era novidade. Tiramos fotos e começamos a pesquisar para saber se era perigoso ou não", disse Claudinei ao UOL.

Trabalhando há mais de 20 anos na praia, ele afirma que nunca viu a espécie.

"A arraia mesmo é algo normal, mas esse nunca tinha aparecido. Um dos meninos conseguiu achar o nome da espécie na internet e chamamos a Prefeitura."

Uma equipe da Guarda Ambiental esteve no local e levou o animal para análise.

2.mar.2020 - Peixe-morcego é encontrado em praia de São Vicente (SP) - Divulgação/Claudinei Nunes - Divulgação/Claudinei Nunes
Imagem: Divulgação/Claudinei Nunes

Estranho, mas inofensivo, diz biólogo

De acordo com o biólogo Pedro Trasmonte, peixe-morcego é o nome popular do "Ogcocephalus vespertilio", que se alimenta de pequenos peixes e crustáceos.

2.mar.2020 - Peixe-morcego é encontrado em praia de São Vicente, litoral sul de SP - Divulgação/Claudinei Nunes - Divulgação/Claudinei Nunes
Peixe-morcego é encontrado em praia de São Vicente, litoral sul de SP
Imagem: Divulgação/Claudinei Nunes
"Apesar de parecer bem estranho, ele é comum e inofensivo, não causando nenhum problema ao homem. E, apesar de não parecer especial ou bonito, por ser um predador, possui um papel fundamental no equilíbrio do ecossistema", afirmou o profissional.

O animal costuma habitar as águas profundas de toda a costa brasileira e o último registro de seu aparecimento no litoral data de outubro de 2013. Embora desconhecido do público em geral, ele muitas vezes é pescado por tabela em rede de arrasto e descartado em seguida, por não ter valor comercial.

"A pesca de arrasto é um grande causador de impacto, especialmente se não estiver dentro das regulamentações. O pescador descarta os animais sem valor comercial no mar e algumas vezes eles são trazidos pela corrente para as praias. Mas só uma autópsia pode apontar melhor a causa da morte", disse Trasmonte.

A reportagem tenta contato com a Prefeitura de São Vicente para saber se o óbito do animal será investigado.

Caso isolado

O secretário de Meio Ambiente e Proteção Animal, Gustavo Palmieri, afirmou que após investigação e por se tratar de apenas um animal da espécie encontrado na área da praia, o peixe-morcego foi descartado no lixo séptico.

"Caso outros animais fossem encontrados na mesma situação, iríamos encaminhar para autópsia, para identificar a causa da morte. Por se tratar de apenas um, tudo leva a crer que foi uma situação pontual. É importante ressaltar que qualquer pessoa que encontrar um animal marinho deve acionar imediatamente a Secretaria de Meio Ambiente", afirmou.

Meio Ambiente