PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Conteúdo publicado há
15 dias

Quem é o brasileiro autor da foto do Pantanal em prêmio internacional

Foto conquistou primeiro lugar na categoria natureza do concurso de fotos The Nature Conservancy 2021 - Divulgação/Daniel De Granville
Foto conquistou primeiro lugar na categoria natureza do concurso de fotos The Nature Conservancy 2021 Imagem: Divulgação/Daniel De Granville

Aliny Gama

Do UOL, em Maceió

02/10/2021 04h00

A imagem da carcaça de um jacaré em meio à terra rachada, em áreas que deveriam estar alagadas, no Pantanal mato-grossense rodou o mundo nesta semana. Captada pelo fotojornalista Daniel de Granville, a fotografia ganhou o primeiro lugar, na categoria natureza, no concurso The Nature Conservancy 2021. Em conversa com o UOL, o autor do registro falou sobre os bastidores do trabalho.

Captada às margens da rodovia Transpantaneira, no município de Poconé (MT), a foto foi capturada durante uma expedição que tinha como objetivo retratar o incêndio que atingiu parte do Pantanal, em outubro de 2020. Entretanto, o animal retratado foi vítima de uma tragédia paralela: a seca intensa que assolou o local, com déficit de até 40% no volume de chuvas — consequência direta do desmatamento da Floresta Amazônica e áreas subjacentes do Pantanal.

É uma imagem que não agrada e traz uma reflexão interna sobre a situação preocupante que está acontecendo no Brasil. A gente está perdendo um patrimônio com potencial turístico. É preciso levar a sério a questão desse impacto ambiental como um todo. Há uns dois anos estamos vendo retrocessos na questão ambiental e as pessoas precisam ter sensibilidade para cobrar uma ação de proteção a esses espaços.

Granville, biólogo com pós-graduação em jornalismo científico, conta que fez registros da cena por terra, ao encontrar a carcaça próximo à Transpantaneira quando estavam no caminho de ida da expedição, que seguiria até Jofre, onde fica o rio Cuiabá. Três dias depois, diante do mesmo cenário, resolveu parar e fazer a perspectiva aérea, com um drone.

É uma imagem icônica, triste e forte, que retrata a documentação da realidade da degradação da natureza. Foi feita no primeiro terço da rodovia Transpantaneira, que tem alguns lugares que têm depressões e acumulam água e são as últimas que secam. Mas, a seca foi tão intensa que o alagadiço secou e o jacaré morreu sem ter para onde ir, ficando a carcaça naquele ambiente.

Hoje com 52 anos, Daniel de Granville fotografa desde 1999. Sua fotografia concorreu com outras 100 mil, oriundas de 158 países e lhe rendeu seu sétimo prêmio internacional - o primeiro não pautado na "beleza da natureza brasileira". O prêmio (750 dólares), conta, vai utilizar para adquirir mais equipamentos de fotografia.

O que essa foto pode causar é sensibilizar o que está acontecendo; que ela conecte a sensibilidade das pessoas.

Confira todos os vencedores do concurso:

Meio Ambiente